Conecte-se conosco

Artigos

15 edições de colecionador que ultrapassam os limites do bom senso

Publicado

em

loveisover catherine

As edições de colecionador tomaram conta do mercado de games há um tempo e atualmente quase todo título possui a sua versão de luxo, que além do jogo vem acompanhada dos mais diversos itens para os colecionadores enfeitarem suas estantes. Em sua grande maioria, essas edições seguem um padrão: ela contém um steelbook, um livro com a arte do game, CD com a trilha sonora e possivelmente uma action figure de algum personagem do jogo que faz qualquer gamer ir a loucura. Por conta disso, edições de colecionador nunca são baratas, mas será que todas elas fazem por merecer nosso suado dinheirinho?

Viemos aqui mostrar algumas das mais bizarras edições de colecionador já lançadas e que, definitivamente, não valem o investimento. Se você acompanha o Gamerview há um bom tempo, já viu a coluna sobre a edição de colecionador do Dead Island Riptide, aquele famoso jogo da Deep Silver onde nossa única função é esmagar a cabeça de zumbis o tempo inteiro. Essa edição causou bastante polêmica por incluir um busto de uma zumbi mutilada, de biquíni, cheio de apelação sexual. Se não bastasse esse item colecionável no mínimo peculiar, essa edição custa cerca de R$ 400,00. Achou caro? A lista ainda nem começou…

Abaixo você confere a lista das edições de colecionador mais bizarras dos games.

15) Resident Evil 6

estore

Resident Evil 6 não costuma ser o preferido dos fãs, e definitivamente sua edição de colecionador colaborou muito com isso. Se você estava esperando uma estátua do Leon, do Chris ou do Jake, ou até mesmo um pingente com o brasão da Umbrella ou S.T.A.R.S, sua decepção vai ser das grandes, pois o que realmente veio como item especial foi uma réplica da jaqueta do Leon.

Se não bastasse o item principal ser uma peça de roupa extremamente comum que pode ser comprada em qualquer loja, o restante consegue ser ainda pior: quatro capinhas de tablet, três mapas DLC para o modo Mercenários e adesivos! Caso você tenha odiado a jaqueta mas gostou dos adesivos, saiba que você pode obter essa relíquia por meros R$ 3.600,00, uma verdadeira pechincha.

14) Catherine

55185

Como se Catherine não fosse um jogo estranho o bastante, suas duas edições de colecionador conseguem honrar sua reputação. As edições são diferentes para a América do Norte e a Europa, mas os itens de ambas ficam dentro de uma caixa de pizza, e isso já é estranho o suficiente para começar. A edição europeia se chama Stray Sheep Edition e contem um pôster da personagem, descansos de copo e uma camiseta com a estampa mais sem graça desse mundo.

A edição americana consegue ir mais além. Chamada Love is Over Edition, ela substitui a camiseta por outra muito pior e os descansos de copo por duas cuecas samba-canção – branca e com bolinhas rosas, igual à cueca que Vincent usa no jogo. Para quem achou ruim a jaqueta do Leon na edição do Resident Evil 6, as cuecas do Vincent estão aqui para provar que tudo sempre pode piorar.

13) Sorcery Saga: Curse of the Great Curry God

mock flat l final

Essa aqui é um exemplo típico de jogo que nem deveria ter uma edição de colecionador. Nesse título de Sorcery Saga, a Hot and Spicy Everything Nicey Limited Edition vem com uma colher de plástico, um pratinho e um babador. São itens para usar de verdade, não para decorar. Inclui até um manual de instruções de como usar no microondas. Se você tem um filho com menos de 3 anos, provavelmente ele tiraria mais proveito dessa edição de colecionador do que você.

12) Call of Duty: World at War

en garip koleksiyoncu surumleri 20170401 1600120296

As edições de colecionador de CoD não costumam ter uma boa reputação. Nessa aqui em específico, vem um steelbook e um cantil com o logotipo do jogo. Detalhe: o cantil não funciona! Não é possível colocar líquido dentro porque sua abertura é fechada.

Se você achou isso ridículo, saiba que a Activision não aprendeu com o tempo. Na edição de colecionador de Call of Duty: Black Ops III, a cereja do bolo era nada mais nada menos que um frigobar. Além de absurdo ele também não cumpre direito sua função, já que em seu interior não cabem muitas garrafas. Os donos de ambos esses itens podem se orgulhar, pois eles são exemplos vivos de pessoas que jogaram muito dinheiro fora.

11) Duke Nukem Forever

dnf evga 02

Se o jogo já é uma beleza, imagina a qualidade da edição de colecionador. A edição de PC desse jogo deveras controverso conseguiu se superar: além de um livro de arte, ela contém um mouse pad, uma fivela de cinto e uma placa de vídeo GeForce GTX 560 personalizada (top de linha pra época em que foi lançado). O pacote é estranho, mas a placa até que vale, vai.

A Gearbox não foi a única que teve essa brilhante ideia, pois a edição de colecionador de Crysis 2 também vinha com uma placa de vídeo do mesmo modelo. A explicação da placa seria para que os usuários que comprassem tal edição pudessem dar um upgrade no seu PC e jogar Duke Nukem Forever com os melhores gráficos possíveis. Maior custo benefício impossível, não é? Seria uma pena se o jogo fosse um show de horrores.

10) Gears of War 2

gears3

Muitos jogos recebem mais de uma edição de colecionador, variando os itens para ficar acessível ao bolso dos jogadores. A edição RC Centaur Tank de Gears of War 2 aparentemente levou a ideia de “edição mais em conta” a sério demais, com uma réplica do tanque Centauro presente no jogo. Um carrinho de controle remoto, o que poderia dar de errado nisso?

Eis que os compradores receberam um carrinho feito do pior plástico possível, totalmente frágil, e que não funciona direito. As pessoas pagaram cerca de R$ 150 reais para receber um brinquedo de R$ 1,99 feito do jeito mais econômico possível, e que no final não serve nem como enfeite de prateleira.

9) NBA 2k10

nba102

É fato que existem muitos fãs de basquete na América do Norte e lá eles consomem os games anuais da série NBA 2k assim como os brasileiros consomem FIFA. Por mais popular que o esporte seja no país, isso não justifica nem um pouco o quão sem sentindo é a edição de colecionador do título de 2010.

O primeiro item foi uma pequena estátua da estrela Kobe Bryant que não impressiona ninguém, e o segundo item foi um armário, com tranca e tudo, para você poder guardar todos os seus jogos da série NBA 2k e trancá-los para protege-los dos seus amigos invejosos. Parece piada, mas eles realmente deram um armário pros jogadores encherem do mesmo jogo, literalmente, já que jogos de esporte tendem a ficarem mais iguais a cada ano que se passa.

8) Star Wars: The Force Unleashed II

Star wars Force Unleashed II Collectors PS3 ESRB

Star Wars: The Force Unleashed é um jogo para nenhum fã de Star Wars botar defeito, mas a sua edição de colecionador consegue ir totalmente para o lado oposto disso tudo. O segundo jogo vinha com uma capa de metal, como de costume, um DVD com bônus e extras da produção do jogo e um pendrive do protagonista Starkiller.

O pior de tudo é que eles realmente acharam que esse pendrive bizarro é um item digno de colecionador. Além do prêmio pobreta, quando o pendrive está tampado ele transforma o Starkiller em um soldado inglês, e pra completar, só possui 2GB de armazenamento. Definitivamente, essa edição nunca deveria ter visto a luz do dia.

7) Star Trek Online

2009 12 08 STonline CE

Um MMO definitivamente não merece ter uma edição de colecionador, mas por que não explorar ainda mais os fãs de Star Trek, não é mesmo? O conteúdo da edição de colecionador de Star Trek Online é tão ruim que chega a doer. Primeiramente, o item especial é uma badge que você pode prender na sua roupa e proteger sua virgindade com muito sucesso. E é só isso mesmo, não tem mais nada.

Só pra dizer que esse não era o único item, a edição ainda continha 10 códigos do jogo para você distribuir entre seus amigos. Porém os códigos só permitem ao jogador usufruir do game por 10 dias. Depois, só comprando mesmo. Talvez por esse e outros motivos que Star Trek Online não teve uma vida longa e próspera.

6) Perfect Dark Zero

v7idmf0cspe1zwqqfbcb

Nessa ocasião a Microsoft provou ser bem insensível com respeito aos fãs da velha guarda, que estavam esperando uma sequência pra Perfect Dark desde o Nintendo 64. Quando a sequência finalmente chegou ao Xbox 360, a sua edição especial vinha apenas com um card sortido e uma HQ.

Foi isso mesmo que você leu, os cards eram sortidos e existia uma variedade de 8 cards, então você teria que comprar 8 edições especiais para ter todos, ou até mais, pois o card era aleatório. Se não bastasse tamanho desaforo, a HQ que acompanhava o card continha só o primeiro capítulo da história e, caso você quisesse saber o que aconteceria depois, teria que comprar separado também. Esse é um exemplo perfeito de como fazer as pessoas de trouxa.

5) Fable 2

51021320080804 183128 0 big

A edição de colecionador de Fable 2 tem uma história tão trágica que chega a ser engraçado. Originalmente, a edição viria com uma capa especial, um deck de tarô inspirado nos cards do jogo e um boneco Bobble Head, itens bem legais de se adquirir caso você seja um aficionado por Fable.

A questão é que ninguém sabe o que houve durante a produção desses itens, e quem comprou essa edição acabou recebendo apenas um DVD de extras com meia dúzia de coisas e nada mais. O resultado foi que ninguém recebeu o que foi prometido, os fãs jogaram dinheiro no lixo e Fable 2 ficou sem edição de colecionador.

4) Tony Hawk Ride

thride1

A edição de colecionador limitada de Tony Hawk Ride oferece o mesmo skate-controle, porém com outra arte e em vermelho. Neste caso o desenho de um falcão (hawk, sacou?), bem sem graça. A série Tony Hawk já tem um certo histórico com edições de colecionador vergonhosas, como foi o caso de Tony Hawk: Proving Ground, que só vinha com um DVD com vídeos do Tony Hawk mostrando o quão bom skatista ele é. Hoje em dia você acha qualquer vídeo do Tony Hawk em ação no Youtube, e eles ainda tiveram coragem de vender isso.

3) Bulletstorm

bsee 360 ntsc 01

Quando Bullestorm recebeu uma edição chamada Epic Edition, muito foi especulado para se saber o que viria de tão épico nela. Uma estátua? Uma réplica de alguma arma? Artbook e trilha sonora? Não, nada disso. O único conteúdo extra dela é um convite para um beta fechado de Gears of War 3. O pior é que, posteriormente, esta ação de marketing foi praticada em vários outros lançamentos.

2) Record of Argarest War

B00354NBF4.le .lg

Mais um jogo japonês bizarro, mas dessa vez os brindes conseguiram superar a colher e o prato da edição de colecionador de Sorcery Saga. The Really Naughty Limited Edition de Record of Argarest War vem com um mouse pad extremamente pervertido, daqueles de personagens mulheres com enchimento nos seios, para seu punho repousar da melhor maneira possível enquanto estiver manuseando o mouse.

Esse é o prêmio dessa edição e, sem dúvida, alguns marmanjos foram de chapéu e óculos escuro na Gamestop mais próxima comprar escondido.

1) Infamous Second Son

1653345

Nenhuma edição de colecionador de Infamous Second Son pelo mundo foi grande coisa, isso é fato, mas a edição italiana passou dos limites. Ela contém um kit com os itens mais aleatórios possíveis e o sentido desses serem os brindes do jogo é inexistente.

A caixa contém energéticos para você jogar bem animado, junto de umas camisinhas que brilham no escuro. Ou seja, energéticos e camisinhas para te tirar do videogame e te incentivar a fazer outras atividades mais intensas. Não dá pra chamar isso de edição de colecionador, né? E com menos de R$ 30 você compra um energético de litrão e camisinhas em qualquer esquina.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x