Conecte-se conosco

Artigos

Freakview #12: Últimos dias em Raccoon City

Publicado

em

Imagem de fundo Freakview N°12

Assim que a equipe Alpha conseguiu sair da Mansão Spencer no primeiro jogo, eles acreditavam que o pesadelo acabara ali. Logo que levaram os fatos ao chefe de polícia Brian Irons, ele apenas riu e deu de ombros, ignorando as provas e relatos da equipe S.T.A.R.S. Com isso, os dias se passaram e logo quando menos se esperava, o apocalipse chegou a Raccoon City.

Após William Birkin ter apunhalado a Umbrella pelas costas, o mesmo teria seu laboratório subterrâneo invadido por Hunk. Esta é a primeira das inúmeras tragédias que ocorrem em Resident Evil 2. Neste artigo, iremos mais uma vez abordar informações que passaram despercebidas, que não vieram à tona ou que surgiram em outras mídias, tanto no segundo quanto no terceiro game, que se passam juntos.

Cidade em quarentena

Mesmo tento sido lançado tantos anos atrás, poucas pessoas realmente sabem o que gerou o surto de contaminação em Raccoon City. Durante a missão de Hunk de recuperar as amostras do G-Virus de William Birkin, houve um pequeno problema. Birkin pretendia vender as amostras para o governo americano, no entanto, Hunk chegara bem no momento em que o cientista se preparava para fugir.

Hunk e o outro operativo abrem fogo contra William e recuperam as amostras, exceto uma que ficara com o cientista. O mutagênico poderoso que nascera no organismo caótico de Lisa Trevor em Resident Evil 1 estava correndo pelas suas veias agora. Com isso, William ainda com o pouco que restava de sua sanidade, partiu em busca de Hunk e sua equipe.

Imagem de Freakview N°12 Resident Evil 2

Imagem de dor e sofrimento.

Durante a batalha contra o monstro, os membros da equipe de Hunk foram destroçados e, com a violência dos golpes de Birkin, as ampolas quebraram. Logo os ratos do esgoto – rota de fuga e acesso ao laboratório da Umbrella – surgiram e se infectaram com o vírus. No entanto, enquanto isto ocorria, o próprio sistema hídrico da cidade já havia sido contaminado com o T-Vírus, por ordens da Umbrella, dando início ao surto generalizado.

Logo depois de um tempo, a Capcom lançou Resident Evil Outbreak, um dos meus favoritos. Assim que o jogo começa, podemos ver essa cena logo na abertura fantástica do que seria a primeira experiência online da série Resident Evil.

Imagem de Freakview N°12 Resident Evil 2

Ei, jovem, o que é essa erva na sua mão?

Barry após a Mansão Spencer

Depois dos eventos do primeiro jogo, vemos que a equipe Alpha retorna para a cidade. Após confrontarem o chefe da R.P.D, que simplesmente os ignora, Chris vai para a Europa, para investigar a célula da Umbrella Européia. Jill acaba ficando em Raccoon City e tem de lutar para sobreviver ao caos que se instaura na cidade. Enquanto isso, Barry e sua família vão para o Canadá.

Nos jogos, nunca foi citado o que acontecerá com Barry, um dos sobreviventes do primeiro título. De acordo com a série de quadrinhos, Barry estava buscando ajuda psiquiátrica após os eventos na Mansão Spencer. O trauma foi tanto que Barry via pessoas sem teto ou doentes e já acreditava que as mesmas eram zumbis. Logo que entra para a sua consulta, o telefone de seu médico toca e Barry o ouve citar algo sobre um “acidente”.

Imagem de Freakview N°12 Resident Evil 2

Barry em Resident Evil Revelations 2

Logo Barry vê o médico cancelando a consulta e, assim que o doutor abandona a sala, um estridente grito pode ser ouvido. Ao sair para o corredor, Barry vê um zumbi rasgando a garganta do homem. O prédio onde Barry estava era uma fachada da Umbrella. Após ver o prédio infestado com infectados, Barry ativa o sistema de emergência e os prende lá.

Logo após encontrar um dos funcionários do local escondido no elevador com os intestinos para fora, Barry descobre que existe uma bomba dentro do prédio e que deve detoná-la para evitar que os infectados saiam de lá. Durante sua aventura, Barry mata inúmeros zumbis, luta contra um Tyrant sozinho e derrota baratas gigantes. No final, Barry salta da cobertura do prédio e cai em uma piscina que amortece e salva sua vida de uma queda brutal.

R.E02 04 Gamerview

Barry também surge nos finais secretos de R.E 3!

Robert Kendo, um herói “esquecido”

Nos momentos iniciais de Resident Evil 2, Leon foge das hordas de zumbis que o perseguem. Ele acaba encontrando a loja de armas Kendo de Raccoon City. Dentro dela está seu dono, Robert Kendo. As prateleiras e mostruários estão vazios e até mesmo os armários de armas se encontram vagos. Como, em tão pouco tempo, Robert teria se livrado de todo seu estoque durante o caos em Raccoon City?

Quando o T-Virus se espalhou pelo sistema hídrico de Raccoon City em 25 de setembro de 1998, o pânico se instaurou nas ruas da cidade. As pessoas que ainda não haviam sido infectadas se voltaram para a única loja de armas na cidade. Robert, nos primeiros dias da infecção, vendeu quase todo seu estoque, mantendo o suficiente para mais uma semana de negócios. No entanto, quando viu os monstros pela primeira vez, o próprio Kendo começou a utilizar o estoque para sua proteção, tendo ajuda até mesmo do jornalista Ben Bertolucci. Esse jornalista nós também conhecemos em Resident Evil 2.

R.E02 05 Gamerview

I thought that you’re we’re one of those things.

Com um estoque grande ainda, Robert resolveu fazer algo que mudaria o destino de muitas pessoas. Assim, Robert começou a se desfazer de seu estoque, dando armas e munições para todo e qualquer sobrevivente que passasse por sua loja. Ele terminaria ficando apenas com uma escopeta e algumas balas para si mesmo, o que era perigoso. Ele escaparia de um ataque de zumbis, mas infelizmente seria ferido no pulso direito. Robert encontra seu fim quando, ao ajudar Leon ou Claire, é atacado por quatro zumbis, que o devoram, logo após quebrar a fachada de sua loja.

Robert Kendo e S.T.A.R.S.

Além de ser um herói esquecido para a cidade de Raccoon City e os jogadores de Resident Evil, Robert Kendo tem uma participação incrivelmente rica no universo da série. Na versão do Nintendo 64 de Resident Evil 2, os jogadores podem encontrar uma nota no balcão de Robert. A nota fora escrita para seu grande amigo, Barry. Na nota, Robert se desculpa pelo fato de ter dado a Raging Bull que Barry havia encomendado a um sobrevivente desesperado e esperava que Barry o perdoasse por isso. No final, Robert diz que irá buscar refúgio em Stone Ville e que espera Barry lá, para que possam pescar juntos.

R.E02 06 Gamerview

Dois amigos que nunca mais se encontrariam novamente.

Outra grande curiosidade é descoberta em Resident Evil 3, no escritório dos S.T.A.R.S. Se o jogador interagir com a máquina de fax, é possível encontrar uma mensagem enviada por Robert Kendo. A mensagem diz que seu irmão, Joe Kendo, enviará em breve as novas pistolas da equipe. O modelo será o M92F S.T.AR.S Special, mas seu irmão prefere chamá-lo de “Samurai Edge”. Com isso, descobrimos que Robert era o vendedor e seu irmão o artesão de armas. Por outro lado, esta é a unica citação de Joe na série toda.

Talvez Joe vivesse em Stone Ville e Robert o encontraria lá novamente, mas Stone Ville fica nas montanhas Arklay. O que pode significar que o local já estava sofrendo com ataques também e talvez Joe já estivesse até mesmo morto. Sem contar que o míssil nuclear que destruiu Raccoon City pode também ter danificado a cidade vizinha. Outro fato interessante é que na build 1.5 de Resident Evil 2, Robert teria um papel bem maior, ajudando Elza a chegar na R.P.D. Logo depois, quando o encontrássemos novamente, ele estaria sentado na cadeira do chefe de polícia e em cima da mesa estaria um sprite feminino de zumbi que nunca mais fora visto fora da build 1.5 ou das artes conceituais.

Imagem de Freakview N°12 Resident Evil 2

Refúgio ou armadilha mortal?

A queda do R.P.D.

Durante o desastre em Raccoon City, as autoridades pediram para que os sobreviventes se dirigissem ao R.P.D. e isto foi algo terrivelmente mal pensado pelos oficiais. O Departamento de Polícia de Raccoon City estava destinado desde o começo a falhar. Em Resident Evil 2 Remake, é possível barricar janelas espalhadas pelo local, mas o número imenso de vidros atrapalha e muito essa ação defensiva. Por que uma delegacia precisa de tantas chaves diferentes, tantas janelas e passagens secretas?

Originalmente, o Departamento de Polícia de Raccoon City era um museu, que foi remodelado na atual delegacia da cidade. O que explica os largos corredores, estátuas, obras de artes e passagens espalhadas pelo local. Um local tão grande assim dificilmente seria 100% impenetrável. Logo, as numerosas portas e janelas se tornariam armadilhas mortais, o que pode ser visto durante o segundo jogo com as mãos que entram pelas janelas. Essas mesmas janelas cedem quando resolvemos o puzzle e ligamos novamente a eletricidade do local. Essa fragilidade pode ser vista no remake quando testemunhamos o oficial Elliot ter sua parte inferior do corpo rasgada pelos mortos-vivos, enquanto é socorrido por Leon ou Claire.

R.E02 08 Gamerview

Sequer teve chance de lutar.

Em um dos manhuas publicados e licenciados pela própria Capcom, vemos os momentos finais dos oficiais da R.P.D. É possível ver que eles não possuíam preparo ou armamento o suficiente para poder se defender das hordas de infectados, fosse dentro do próprio R.P.D. ou nas ruas. O culpado de tudo isso acabaria sendo Brian Irons, o chefe de polícia de Raccoon City.

Antes dos eventos tomarem forma, Brian Irons desmentiu os sobreviventes da Mansão Spencer, alegando que estavam encobrindo algo e sob o efeito de drogas. Desta forma, a credibilidade deles sobre zumbis e B.O.W. (Bio Organic Weapon) criados pela Umbrella foi descartada. Assim que os primeiros infectados surgiram, a polícia sequer se preocupou em se preparar para algo do gênero. O que selou o destino da cidade.

R.E02 09 Gamerview

Desespero nas horas finais.

Durante o caos, Brian Irons “desapareceu”, o que deixou as tropas da polícia de Raccoon City sem uma cadeia de comando. Sem alguém para os guiar, sem preparo para esse tipo de situação e com pouco armamento em mãos, o fim dos oficiais estava próximo. Esse é o caos que podemos ver na abertura de Resident Evil 3 e Outbreak, com as tropas de Raccoon City sendo dizimadas facilmente pelos andarilhos malditos.

Para piorar a situação, muitos dos oficiais foram instruídos por Brian a esconder as armas de maior poder de fogo em lugares aleatórios. Essa decisão ratifica o quadro psicótico que o chefe de polícia sempre mostrara. Esse estado mental é comprovado quando descobrimos que Brian deu outras ordens bizarras aos oficiais e cortou toda e qualquer comunicação da Delegacia com o mundo exterior. O que o Chefe de Polícia ocultava?

R.E02 10 Gamerview

O primeiro “cagaço” a gente nunca esquece.

O lado oculto de Brian Irons

Aqueles que já zeraram tanto o original quanto o remake ou Darkside Chronicles sabem que o chefe Brian Irons é um maníaco. Ainda mais quando o vemos contar sobre como adorou ter matado um oficial chamado Ed: o homem é uma bomba relógio a solta. Ao final de tudo, ele começa a caçar, matar e empalhar os sobreviventes na R.P.D..

Existem diferenças interessantes entre as obras ocidentais e japonesas. Primeiramente, em Darkside Chronicles existe um arquivo que revela que Brian é casado e responde por crimes de agressão doméstica. Diferentemente,  a versão original japonesa diz que Brian está sendo investigado por estupros, o que pode ser deduzido quando encontramos com Irons novamente no mesmo jogo já com o corpo de Katherine. O lunático diz que está pronto para “estufar” ela, o que pode ter duplo sentido.

R.E02 11 Gamerview

Quando o emulador não coopera, é fogo (jogando Resident Evil Outbreak).

Na Build 1.5 de Resident Evil 2, Irons é normalmente mostrado em outra luz, sendo um oficial de respeito e honra. Logo que Leon vê o helicóptero caindo, ele encontra Irons em sua sala. Mesmo abalado, Irons diz estar bem e que Leon deve se preocupar consigo mesmo agora. Irons nunca é visto saindo do prédio e é dado por morto em combate.

Criaturas rejeitadas

Durante a produção de Resident Evil 2 e 3, houve inúmeras criaturas criadas para agirem como B.O.W.s. Poucas delas apareceram realmente. Algumas são bem básicas como gorilas contaminados, que chegaram a aparecer na Build de Resident Evil 1.5. Homens tigres apareceriam no zoológico de Raccoon City em Resident Evil 3, mas tiveram seu lugar tomado pelos Gamma Hunters.

Existem ainda duas criaturas que são de tirar o sono de qualquer um: a Aranha-Humana e o Homem Aranha. Claro que, falando assim, ambos parecem ser a mesma coisa, no entanto são completamente diferentes. O protótipo da Aranha-Humana seria a de um ser humano que, infectado com o T-Vírus, teria seu DNA fundido com o de uma aranha, dando origem a uma aranha do tamanho de uma pessoa adulta com patas e mandíbulas de aranhas.

R.E02 12 Gamerview

Sai daqui, Spider-Man dos quintos dos Infernos!

Já no caso do Homem-Aranha é algo ainda mais tenebroso. De acordo com a documentação do possível monstro, na realidade a criatura é esta aranha gigante acima, que conseguiria fundir seu corpo com o do hospedeiro, tendo controle de suas ações, podendo assim agir tanto como uma aranha ainda, ou como um humano. O que mostra que até mesmo os protagonistas poderiam ser alvos desta terrível criatura.

Seguindo ainda o rumo sobre a crucificação de Cristo que tocamos no primeiro texto, ainda existe o primeiro boss criado para Resident Evil 2, que se chamaria Golgotha. Uma criatura gigantesca criada a partir do G-Virus, mas que também foi engavetada. Também houve a ideia de serem criados Mini-Tyrants que rondariam a cidade de Raccoon City, junto da esposa de Birkin, que também fora contaminada com o G-vírus, após ser atacada por ele.

 

R.E02 13 Gamerview

Nightmare Fuel.

Dario Rosso e Resident Evil 3

Logo no começo do game, quando Jill consegue escapar de seu apartamento, ela foge por um beco após arrombar uma porta. Assim que a vemos novamente, Jill está conversando com um homem dentro de um armazém. Logo que diz que terão de sair de lá o mais rápido possível, o homem se descontrola e se tranca dentro de um contêiner. Este homem é Dario Rosso.

Dario é um personagem secundário que só aparece em Resident Evil 3 e em apenas dois momentos de toda a história. Um logo no começo e depois mais na frente do jogo, quando voltamos ao armazém e o encontramos sendo devorado por um grupo de zumbis. Aqui é possível encontrar um arquivo chamado Dario’s Memo. Nele Dario expressa que já sabe de seu futuro iminente e se pergunta se os responsáveis vão rir, quando descobrirem seu corpo devorado e infectado pelo T-vírus.

R.E02 14 Gamerview

Uma morte covarde, para um homem covarde.

No memorando, ele também diz sentir falta de sua esposa, filha e sua mãe e sobre como deveria ter tentado ser um escritor e que não podia ter deixado sua mãe o desencorajar. No entanto, esta é a versão americana da nota. No memorando original, Dario é extremamente agressivo e inconformado com toda a situação, mostrando também desprezo pela sua já falecida família.

Na versão de Nintendo 64 é possível encontrar uma segunda parte do memorando de Dario no ônibus do cenário A, indicando que talvez sua mulher e filha tenham encontrado seu fim lá. Talvez ainda exista uma segunda explicação para o ocorrido.

R.E02 15 Gamerview

Na versão de 64, o arquivo pode ser encontrado aqui.

Quando jogamos Resident Evil 3 pela primeira vez, vemos Dario sob a luz de um homem amargurado pela perda de sua família. Angustiado, ele apenas deseja se esconder até que tudo passe. Sem forças para lutar, Dario apenas quer fugir. Porém, a versão japonesa nos mostra que ele na realidade era um homem amargo e talvez até perverso.

No universo dos manhuas, é mostrada a fuga de Dario com sua família em direção ao armazém. Enquanto se escondiam em um beco, Dario vê um zumbi comendo o corpo de algum pobre coitado azarado o suficiente para ser pego. Assustado com a visão infernal a sua frente, o homem solta um grito de pavor, que acaba chamando a atenção dos zumbis próximos ao local.

R.E02 16 Gamerview

Terceiro volume de Biohazard 3: Last Escape.

Os três partem em disparada rumo as portas do armazém, com Dario muito à frente de sua esposa e filha. Quando consegue abrir o portão, a mulher de Dario torce o tornozelo e sua filha a ajuda a levantar, mas não o suficiente. Esperançosa de que seu marido a salvasse, a mulher assiste em horror enquanto Dario fecha o portão e o tranca, deixando sua filha e mulher para serem devoradas. Essa é uma morte que logo chegaria para ele também.

Origens de Nemesis

O perseguidor é de longe um dos Tyrants mais famosos da franquia e um dos mais conhecidos do mundo dos games. Como outros Tyrants, Nemesis nunca teve seu passado revelado, pelo menos, mais uma vez, até que os manhuas licenciados pela Capcom colocassem a mão nele. Como no tópico anterior, Nemesis ganha um passado no manhua Biohazard 3: Last Escape.

R.E02 17 Gamerview

Pouco se fala, mas este é o título original de Resident Evil 3.

O manhua é capaz de fazer com que as informações criadas para a história dele façam sentido para o universo geral dos jogos, mostrando muito do que ocorre fora das câmeras e até mesmo os responsáveis pelo surto do vírus. Em uma destas cenas, podemos ver o homem que se tornaria Nemesis e seu passado.

Aqui somos apresentados ao Chefe de Operações da Umbrella, Dr. Mark, que existe apenas neste universo dos manhuas. Ao ver o espécime que capturara, Dr. Mark infecta a “cobaia” com o mesmo parasita que foi utilizado em Lisa Trevor, o NE-α. Diferente de Lisa, que absorveu o parasita, nosso amigo não tem a mesma sorte. Assim, logo que o parasita penetra a perna do novo hospedeiro, a dor é tão grande e aguda que o mata.

R.E02 18 Gamerview

A ganancia de um homem que não conhece limites.

A transformação após a infecção é brutal. O parasita NE-α aumenta ao máximo a massa muscular do hospedeiro e cria os tentáculos, a fim de facilitar a captura de presas e transmissão do vírus. A única característica que não se encontra presente aqui é a famosa cicatriz que possui. No universo do manhua, Nemesis possui ambos os olhos, até se encontrar com Jill. Ela,após o primeiro encontro, corta o olho do monstro, forçando-o a se curar.

A história continua, acompanhando Nemesis em sua caça a Jill. Em determinado momento, Nemesis se encontra com William Birkin. Após ambos reconhecerem os vírus em cada um, eles fazem o que é de se esperar: saem na pancada mesmo assim. Exatamente, de acordo com os manhuas, Nemesis e Birkin tiveram uma luta semelhante ou até mais brutal do que a de Hulk contra o Abominável no filme de 2008.

R.E02 19 Gamerview

Top 10 melhores lutas que nunca existiram.

Com o passar do tempo, a mutação de Birkin foi deixando-o mais forte, até que finalmente ele atravessa o tronco de Nemesis. Nesse momento, o monstro tem flashbacks do seu passado. Nemesis recorda-se de que era um campeão de boxe peso pesado, mas não se lembra de seu nome. Ele também se recorda de sua mulher e filho. Não demorou para que a Umbrella, interessada em seu corpo, armasse para que ele fosse preso.

Enquanto preso, ele foi entregue a Umbrella, que o torturou antes de o transformar em um monstro. A corporação infectou primeiro sua esposa, bem na sua frente, com o T-Vírus. Ver a mulher que amava se transformar em um zumbi quebrou o homem, que só desejava se vingar de seus captores. Porém, eles estavam apenas começando, pois, logo atrás de sua esposa, vieram com seu filho e uma seringa já o esperava.

R.E02 20 Gamerview

Imagens com auras poderosas N°01.

O fim de uma jornada

Após os eventos desta noite, Raccoon City seria alvejada por um míssil nuclear, que apagaria todo e qualquer rastro do que houve na cidade. Esse ataque concluiria assim a trilogia original de eventos de Resident Evil. O próximo texto da série Freakview irá focar em analisar os Tyrants e suas origens, aproveitando o fato de Nemesis ter ganhado uma nova aparência, igual ao Mr.X, que também recebeu uma repaginada no ano passado.

Um último fato curioso é que muita gente anda falando que é “estranho” a Capcom já estar lançando Resident Evil 3, logo na bota de Resident Evil 2. No entanto, ambos os títulos originais de Playstation 1 também saíram com o intervalo de um ano entre eles, sendo Resident Evil 2 lançado em 1998 e Resident Evil 3 em 1999.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

2 comentários
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nascido para Jogar
2 anos atrás

Cara muito bom o conteudo! Muita informação para um fã da franquia até as que não foram para o jogo final..

Leonardo Maia
Leonardo Maia
2 anos atrás

Muito bons esses artigos. Poderia fazer um contando toda a história da franquia

Publicidade
2
0
Would love your thoughts, please comment.x