Conecte-se conosco

Artigos

Nuzlocke #23: Entre Pokémon Shining Pearl e decepções

Publicado

em

Pokémon

Como funciona o Nuzlocke em Pokémon?

  • Regra 1 – Apenas o primeiro Pokémon de cada local visitado pode ser capturado. Se derrotá-lo em batalha, sua chance se perdeu ali.
  • Regra 2 – Se o seu monstro de bolso chegar a 0HP, terá de descartá-lo do seu time.
  • Regra 3 – Não capturar monstros encontrados no Grand Underground.
  • Regra 4 – Não utilizar de forma alguma monstros ou ovos dados por NPCs.
  • Regra 5 – Caso a sua equipe inteira perder o combate, você recomeçará o jogo do zero.

Vencer de forma esmagadora o líder Crasher Wake, utilizando um Pikachu, me fez deparar com uma realidade em Pokémon Shining Pearl difícil de engolir: as coisas estavam muito fáceis. Devo admitir publicamente aqui o quanto isso me desanimou, considerando que a quarta geração não oferece uma variedade tão grande assim em seu catálogo e meu time nem estava no potencial completo para estar vencendo de forma tão sequencial.

Vamos combinar, um time com um Kricketune, Pikachu e um Haunter não é o que podemos considerar uma equipe extremamente poderosa e capaz de varrer tudo em sua frente. Em relação a isso, fui obrigado a sentar e reanalisar minha proposta dentro do Nuzlocke do jogo. Sim, caros leitores, eu sei que na hora que a Cynthia aparece as coisas apertam bastante e muitos apenas aguardam por este momento. Inclusive eu. Porém, como tornar tudo isso mais interessante sem perder a alma da aventura?

Enquanto buscava a resposta para as minhas dúvidas, estava na hora de prosseguir com meus planos iniciais e continuar minha exploração por Sinnoh. Obviamente, depois que venci e ganhei a Insígnia do Pântano, segui para a Zona Safari. Quem sabe não apareceria alguma coisa muito bacana para mim por ali. Porém, meus amigos da Equipe Galactic estavam bisbilhotando o local e eu achei a situação bem esquisita.

Nuzlocke 23 Shining Pearl img1
Vou vencer ele antes de terminar de formar a palavra

Vou te esmagar em uma batalha Pokémon

O agente que estava ali logo fugiu, clamando que eu não devia segui-lo. Vamos combinar, ou ele é maluco ou não me conhece. Todo mundo em Pokémon Shining Pearl tem, como primeiro instinto, sair correndo atrás dele para ver onde que ele vai parar. Conforme avançava em minha perseguição, ele até clamou que eu não devia continuar seguindo, pois ele me devastaria junto ao meu time com os seus monstrinhos.

Uau, não é? Ousado e ameaçador, principalmente quando ele está falando isso para alguém que tinha acabado de vencer um líder de ginásio com um rato elétrico que não mede nem meio metro. Repensei um pouco a minha estratégia e decidi manter minha posição mesmo assim. Não me recordava dele na minha primeira jornada por ali, vai que realmente ofereceria um desafio digno.

A partir daí que me lembrei da razão de nenhuma das minhas memórias puxar algo relacionado a isso. O grande membro da Equipe Galactic carregava consigo apenas um Glameow de lv.25. Se era com o gatinho que ele iria me esmagar, estava ansioso para descobrir as formas que isso aconteceria. Bom, nem preciso prolongar muito isso ao afirmar que bastou Empoleon com um movimento para dar conta do recado, não é?

Nuzlocke 23 Shining Pearl img6
Seus Pokémon vão fazer o quê???

Quem jogou este trecho notará que pulei totalmente o trecho que Barry tenta me intimidar com o seu time totalmente abaixo das expectativas. Como disse acima, é justamente isso que me desanimou em Pokémon Shining Pearl: combates simples e o fato de que a formação de equipes está limitada a pouca variedade. O Pikachu foi minha única surpresa, já que tirando o inicial, as formas evolutivas de Starly e Gastly estavam praticamente garantidas em algum momento.

Kricketot não é lá uma conquista grande dentro dali, tampouco um Zubat. Extremamente úteis, sim, mas nada que me indicasse um desnivelamento ou algum tipo de fraqueza exposta em meu time. Eu posso jurar para vocês que esperava algo diferenciado como um Bronzor ou um Roselia…quem sabe um Aipom também. Porém, estava com o básico e ganhando as coisas de lavada. Enquanto eu me questionava, Cynthia apareceu e deu um remédio para eu curar a dor de cabeça dos Psyduck e seguir para a Rota 210.

Pokémon
Meu time tem uma vitória praticamente garantida. Será?

O surgimento de Gengar

Ela desejava que eu fosse para Celestic, assim teria mais informações sobre as lendas da região e poderia entregar o presente dela para sua avó. Antes de ir, eu sabia que tinha uma missão para cumprir e esta era encontrar um amigo para evoluir meu Haunter. Reclamar de que o jogo está simples não significa que eu também não deva seguir com toda a minha força para enfrentar Fantina. A humilhação ela já tinha garantida, eu buscava era esmaga-la por completo.

Graças a uma excelente amizade que tenho, qual prontamente se dispôs a tirar a poeira de seu cartucho e ajudar na troca do monstrinho, meu Haunter evoluiu para Gengar e assim minha equipe estava quase completa. Só restava Pikachu, cuja chegada com a Light Ball em Pokémon Shining Pearl retardaria a sua evolução por um tempo. Seguindo pela Rota 210 ainda me deparo com o TM 30, qual contém o golpe Shadow Ball e isso fez meu dia.

É apenas um dos golpes do tipo Fantasma mais poderosos que encaixava perfeitamente em um dos fantasmas mais poderosos da franquia. Se antes eu pretendia esmigalhar a coitada da Fantina, que aproveitava seus momentos em paz antes de minha chegada, aquilo era a última pá de terra que a enterraria de vez. Eu podia estar desanimado, mas nunca que enfrentaria qualquer desafio sem estar nas minhas melhores condições. Afinal de contas, estamos falando de um Desafio Nuzlocke, é devorar ou ser devorado.

Nuzlocke 23 Shining Pearl img5
Meu time fica cada vez mais poderoso

Após confrontar diversos treinadores pelo caminho, finalmente cheguei em Celestic e completei minhas tarefas o quanto antes. Claro que tive de encarar Cyrus e a Equipe Galactic passeando por lá, mas não foi nada que realmente desse trabalho. A maior questão ali é a construção que te levará ao combate final, te dando um contexto maior sobre as lendas apresentadas e o que elas representam naquela região. Em melhores palavras, tem dois lendários que ocupam o tempo-espaço, três que têm poderes sobre as emoções e eles estão sendo alvejados pelo vilão.

Eu dei uma esticada para a Rota 211 e enfrentei os treinadores que haviam lá para subir de nível. Em Pokémon Shining Pearl isso é importantíssimo, já que você só ganha acesso à National Dex depois de completar os dados do continente e muito monstrinho você não encontra na natureza. Logo, confronta-los a melhor opção se você deseja liberar a aparição de mais criaturas futuramente. Deixe anotado essa dica aí, um dia precisará.

Nuzlocke 23 Shining Pearl img4
Em Celestic você descobre sobre as lendas

VS Fantina

Com a minha missão completada e uma área nova do mapa já liberada, chegou a tão esperada hora de encarar o desafio fantasma. Vamos ser sinceros, Fantina é uma oponente excelente quando não temos nenhum monstro com vantagem ao seu tipo favorito. E naquele momento, você tem pouquíssimas opções para prosseguir caso queira uma batalha mais tranquila. Além de Gengar, que foi o meu caminho, também temos Drapion, Murkrow, Misdreavus e Skuntank disponíveis até aquela altura. Sneasel seria ótimo, mas só aparece para você perto do sétimo ginásio.

Voltei para Hearthome e adentrei no ginásio, qual ela me esperava. O sistema dele é baseado em respostas de questões matemáticas que, se estiverem corretas, permitem que você enfrente Fantina sem encontrar desafio algum em seu caminho. Caso dê respostas incorretas, acabará na porta de outros treinadores e alguns deles podem abalar as estruturas da sua equipe facilmente. Obviamente quis testar meu Gengar por lá e respondi as perguntas de forma errada em todas. Se ele sofreu danos em apenas um dos combates foi muito.

Já de frente para Fantina, julgo que foi um confronto até mais fácil do que aquele que tive de enfrentar contra o Crasher Wake. Vamos combinar, o Gengar é extremamente apelão e você pode vir com toda a força que ainda terá trabalho. Ela também carregava um, além de Drifblim e Mismagius, porém todos estavam com um nível extremamente abaixo do que eu mantinha comigo. Vamos ser sinceros, meus Pokémon estavam acima do lv.45 e os dela por volta do lv.35. Massacre foi pouco para definir o confronto.

Nuzlocke 23 Shining Pearl img8
A imagem não está distorcida, o Gengar dela que está

Se eu estou convencido de que haverá algum desafio ainda, a resposta é “depende”. A Cynthia, no final, será uma grande barreira que eu não teria segurança de passar nem com os monstrinhos mais poderosos do game. Essa é uma das certezas que tenho da vida. Porém, antes de chegar até ela, também tem minha frente o sexto líder de ginásio, Byron e o oitavo, Volkner. Não tenho nenhuma criatura do tipo Fogo ou Terrestre comigo e sei que ambos me darão bastante dor de cabeça.

Continuarei, porém incerto se este desânimo me acompanhará durante a jornada ou não. Red perdeu de forma humilhante para o Alakazam de Green em meu primeiro desafio Nuzlocke. Isso me deixou extremamente alerta em Pokémon Emerald, qual aos trancos e barrancos eu consegui superar Wallace no final e me consagrar Campeão. A impressão que tenho agora é que tudo já está estabelecido antes e só tenho de manter meu time equilibrado até o derradeiro combate final. Porém, se será assim, já é outra história…

Trainer Card Nuzlocke 23
Continua…

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x