Conecte-se conosco

Artigos

Retroview #5: Mystic Defender, uma pérola escondida no Mega Drive

Publicado

em

mystic defender

Mystic Defender é um jogo de 1989, desenvolvido e publicado pela própria Sega, e faz parte da segunda leva de jogos para o Mega Drive. É um jogo de plataforma de scroll lateral baseado em um anime chamado Kujaku Ou 2: Geneijo. Esse anime foi lançado nos Estados Unidos com o nome “Peacock King Spirit Warrior: Castle of Illusion”, que em português significa “Guerreiro Espiritual Rei dos Pavões: Castelo da Ilusão”.

Melhor chamar o jogo pelo nome americano mesmo. Mystic Defender é o sucessor do jogo Spellcaster no Master System. O jogo acontece em uma versão alternativa do Japão, onde o senhor da guerra Oda Nobunaga voltou à vida e quer ressuscitar um demônio superpoderoso para ajudar no seu plano de dominação planetária. 

A volta do senhor da guerra

mystic defender 1
Azura e Kujaku / Joe.

Dentro da mitologia do jogo, ressuscitar demônios não é uma tarefa molezinha. Para isso, é necessário um sacrifício de uma pessoa que possua poderes místicos para dar certo. A pessoa escolhida para esse ritual demoníaco se chama Azura, que por acaso é a melhor amiga de Kujaku, o protagonista e herói de Mystic Defender. No ocidente, Kujaku mudou de nome para Joe Yamato, inspirado no personagem Joe Musashi do clássico dos arcades Shinobi.

Oda Nobunaga, o grande vilão de Mystic Defender, é um personagem real da história japonesa, que ficou famoso por seus feitos militares e conquistas. Nobunaga era muito cruel ou muito corajoso, dependendo do lado de quem conta a sua história. No mundo dos videogames, existem diversos jogos baseados no general Nobunaga, e ele é igualmente retratado tanto como herói nacional ou como vilão.

Muita ação e velocidade

Mystic Defender foi um dos primeiros jogos que eu tive a chance de alugar, e me impressionou bastante por ser um jogo de ação com muita movimentação. A primeira fase inclusive me lembra um jogo da extinta desenvolvedora japonesa Taito chamado Legend of Kage. Nesse jogo você salta entre árvores enormes, e Mystic Defender começa justamente em uma floresta de árvores gigantes. 

mystic defender lanca chamas
O lança-chamas espiritual.

Jogos de plataforma costumam ter muitos saltos, mas o destaque de Mystic Defender vai para a mecânica de combate. Joe Yamato tem poderes mágicos, e a magia mais comum é o disparo de energia de uso ilimitado, com a possibilidade de concentrar poder para um disparo mais poderoso.

Os ataques de Joe Yamato são variados, e o meu favorito é o lança-chamas espiritual, ótimo para atacar inimigos que estão próximos. Já para os inimigos mais distantes, o ataque que ricocheteia projéteis pela tela é o ideal. Os ataques concentrados, por fim, são lentos para acumular, mas graças a alguns upgrades que são encontrados pelo caminho, esse tempo pode ser cortado pela metade. E claro, não podia faltar a magia especial, que detona tudo que tem na tela ao mesmo tempo.

Um jogo à frente de seu tempo

São sete estágios no total, e para um jogo do começo da vida do Mega Drive,  Mystic Defender tem gráficos impressionantes. Tudo é muito colorido e bem animado. O design das fases, tanto na estética quanto nos caminhos, é muito caprichado. O visual é quase steampunk, misturando misticismo com tecnologia, numa combinação tão bacana que fica difícil acreditar que esse jogo é realmente de 1989. 

mystic defender visual steampunk
Visual steampunk à frente do seu tempo.

A trilha sonora casa bem com o estilo do jogo, uma hora sendo mais atmosférica, e outra hora sendo mais caótica, especialmente nos estágios com mais ação e nas lutas contra os chefões de fase. Mystic Defender faz ótimo uso do chip de som FM, e possui uma daquelas trilhas sonoras com aquele som metalizado muito característico do Mega Drive.

Mystic Defender é um jogo de muita qualidade que por algum motivo passa batido por muita gente. Por que será que a própria Sega esqueceu dele? O jogo é até excluído das muitas compilações de jogos de Mega Drive que existem por aí. Quem curte jogos de ação e plataforma, vale muito a pena investir um tempinho para conhecer Mystic Defender, uma das pérolas escondidas na vasta biblioteca do Mega Drive.

Para mais histórias sobre retro gaming, conheça o Canal Aperte Starthttp://bit.ly/canalapertestart

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x