Conecte-se conosco

Notícias

Empresa dá dia de folga a funcionários para jogarem Monster Hunter Rise

Publicado

em

Monster Hunter

O CEO da empresa japonesa de tecnologia Mark-On Ltd., Masaki Hayama, se surpreendeu ao ver inúmeros pedidos de seus funcionários por um dia de folga nessa sexta-feira. Todos tinham algo em comum, eram fãs de Monster Hunter e queriam jogar o novo título que sairá no Nintendo Switch em seu lançamento. Para agradar sua equipe, ele liberou todos para aproveitarem a grande chegada do título na data de 26 de março de 2021.

Em seu comunicado para os empregados, Hayama foi bem categórico em abrir essa exceção. “Assumo que vocês não estarão concentrados em seus trabalhos”. Vamos combinar, caros leitores, antes combinar uma folga coletiva e tudo ser compensado de forma posterior do que levarem uma falta e isso ser descontado de suas folhas de pagamento. Ao menos todos foram sinceros.

Monster Hunter é uma franquia de grande impacto no Japão, se comparando a Dragon Quest e Pokémon, por exemplo, na cultura pop do país. E ouso dizer que não é só por lá, já que o último título da franquia, saído para o PS4, Xbox One e PCs fez um sucesso estrondoso em todo o mundo e deu gás até para a produção de um filme estrelado por Mila Jovovich.

Vale notar que alguns games, como a série Final Fantasy, são até proibidas de serem lançadas em dias úteis no Japão devido à mobilização que causam. Pelo visto a Capcom ainda não recebeu o memorando, atrapalhando todo o expediente da Mark-On Ltd., porém acredito que ela ou a Nintendo acabem recebendo uma carta do Governo em breve para solicitar algo do gênero para o futuro.

Além do Nintendo Switch, Monster Hunter Rise também chegará aos computadores, mas apenas em 2022. Até lá, o jogo estará disponível de forma exclusiva no console híbrido da Big N. Agora, se me dão licença, já vou conversar com o responsável pelo Gamerview sobre uma liberação no dia de lançamento dos remakes Pokémon Brilliant Diamond e Pokémon Shining Pearl…vai que o coração dele é tocado após ler isso, não é?

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x