Conecte-se conosco

Previews

O que esperar de Dragon Ball FighterZ

Publicado

em

dragon ball fighterz bg

Foi nesse último final de semana que tive a oportunidade de testar um dos jogos com maior hype dessa E3: Dragon Ball FighterZ. Infelizmente não foi dessa vez que participei do Anime Friends, para ter acesso ao Ni no Kuni II: Revenant Kingdom e Gundam Versus, mas foi durante o 20º Festival do Japão que consegui ver de perto o jogo de luta da Arc System Works.

Com apenas três heróis: Goku, Gohan (Super Saiyajin 2) e Vegeta, você enfrentava os três vilões mais icônicos da série: Freeza, Cell e Majin Boo. Disponível apenas na versão para XBox One durante o evento, o visual do jogo em momento algum decepciona, no entanto surpreende por fugir do estilo usado pela desenvolvedora em Guilty Gear e Blaz Blue. A mesma qualidade em traço e cores, praticamente como animes interativos, estão presentes, porém diferente dos outros jogos a base é feita em 3D e não com sprites. Não como Naruto fez com a série Narutimate Hero, com cel shading e dando um ar de “desenho animado” aos polígonos, mas se aproximando muito mais ao trabalho da Capcom em Street Fighter e se distanciando da animação chapada dos antigos jogos de luta 2D.

dbf 01

É impressionante como podemos notar os movimentos de braço e mão, perfeitamente como se fosse uma cena do anime. Com cada ataque sendo lançado ou defendido, com mini-animações e interferências de tela dependendo de como o combo é executado ou quebrado. Mesmo com o limite de tela, diferente dos jogos em arena dos últimos títulos da franquia, Dragon Ball FighterZ consegue ser frenético a ponto de repensarmos se partimos para a porrada, na tentativa de encher a barra de energia, ou ficamos no local carregando o Ki.

Impossível não sentir vontade de sair na mão com o inimigo, já que os controles são muito simples e amigáveis, o que com certeza será um diferencial para jogadores que, assim como eu, não tem tanta proficiência em jogos de luta. Sai a complexidade das outras séries criadas pela Arc System para um novo estilo mais divertido, rápido e animado, em todos os sentidos, com muita explosão de cores e sons.

dbf 02

Ao que tudo indica, o jogo deve vir com modo história que cobrirá a Saga Z por completo, já que ao início de toda batalha interação e falas entre os personagens. Com a presença apenas dos três vilões da série, nada impede o lançamento de um próximo jogo ou DLCs focados apenas em Dragon Ball ou Dragon Ball Super, afinal a nova série vem ganhando cada vez mais espaço nos corações dos fãs mais exigentes. E falando em fã, o jogo é um fan service completo para os mais nostálgicos, já que a cada especial executado (com apenas um comando simples de meia luta e um botão) você terá uma visita ao passado com cenas que resgatam passagens do anime.

Depois de ter jogado durante o Festival do Japão, o que nos resta é a vontade de ter o jogo em mãos o quanto antes! Infelizmente agora só nos resta esperar pelo excelente trabalho da Arc System em parceria com a Bandai Namco. Dragon Ball FighterZ será lançado no começo de 2018 para PC, Xbox One, PS4 e Nintendo Switch.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

2 comentários
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Guilherme Bova
5 anos atrás

Dragon Ball FIghterZ >>>>>> Marvel vs Capcom: Infinite

10/10

João Junior
João Junior
5 anos atrás

Xenoverse tava bom. Se esse jogo não tiver elementos de RPG vai ser um retrocesso, independente de gráficos e jogabilidade.

Publicidade
2
0
Would love your thoughts, please comment.x