Conecte-se conosco

Previews

Elden Ring é a verdadeira obra-prima da FromSoftware

Publicado

em

Elden Ring

Com um currículo extenso de Demon’s Souls, Dark Souls, Bloodborne e Sekiro, alguém ainda tinha dúvidas que Elden Ring seria um estouro? A FromSoftware caprichou e entregou para os fãs, após meses sem uma notícia sequer, uma demonstração completa do título e que encheu os olhos do público. Nisso a empresa marcou a atenção de todos e fez subir ainda mais a hype ao seu redor.

Afinal de contas, o jogo é tudo isso mesmo? É, caros amigos. Trate ele como se fosse o Breath of the Wild da desenvolvedora, trazendo o melhor de tudo que já formularam nos últimos anos com um toque de liberdade que nem mesmo os games anteriores ofereciam. Olha, isso permitirá tantas histórias distintas que acredito nas centenas de horas de replay que teremos após seu lançamento.

Elden Ring te coloca no papel do Maculado, um guerreiro nascido do nada e destinado à morte certa dentro do extenso mapa. A demo cobria apenas um pequeno trecho de seu início, o que já é gigantesco por si só. Lá você encontrava de tudo para confrontar e admito que nem todas as horas que os servidores ficaram ativos foram o suficiente para descobrirmos todos os segredos escondidos e espalhados pelo local.

Elden Ring Preview Img04
Descanse, Maculado. A jornada será longa

O grande caminho de Limgrave

Entre campos verdes, cavernas, pântanos e estradas reais, eu confesso que me encantei completamente com tudo o que vi. Imagine estar correndo pela lama e enxergar um grupo inteiro de soldados reunidos em uma fogueira. Você para e planeja uma forma de entrar ali, matar a todos e sair sem tantos riscos. Aí você pisca e um dragão imenso desce dos céus e mata a todos num piscar de olhos. Pois é, meu plano foi por água abaixo e encarar ele não me parecia uma opção viável.

Estes fatores se estendem a várias outras cenas épicas que vi durante o gameplay. Estar explorando um território e descobrir uma verdadeira caravana, com ogros gigantes, zumbis e soldados protegendo um tesouro extremamente valioso. Invadir um castelo e ser atacado por vários soldados e um ogro que estava te esperando lá em cima. Entrar em uma caverna tomada por lobos selvagens, se deparar com outro cavaleiro em sua frente e pronto para te enfrentar ou encarar uma legião inteira de caranguejos gigantes. Tudo é um espetáculo de se ver e completamente perigoso.

Até mesmo os personagens de Elden Ring, ao menos os poucos que apareceram, são carismáticos e interessantes. Destaco aqui Yura, o Caçador de Dedos Sangrentos e Melina. Vocês acreditam que eu estava tão na neura com os oponentes que a primeira vez que vi Yura, o ataquei como se não houvesse amanhã? Um recado: nunca faça isso. Foi a minha morte mais vergonhosa e eu apanhei de formas que nem os chefões conseguiram me deixar sem tamanha reação.

Elden Ring Preview Img03
Melina está em busca de cumprir uma promessa feita à própria mãe

Já Melina encanta em sua primeira aparição, revelando ser uma Donzela que serve aos Dois Dedos e manipula runas para um Maculado escolhido. Neste caso, é você. É com ela também que você recebe Torrente, um corcel sinistro e cheio de gás que permite atravessar toda a área em uma velocidade absurda. O plano dela é chegar ao pé da Térvore, uma árvore gigante e brilhante, visível para todos no mapa.

Em questão do próprio gameplay em Elden Ring, os comandos dele são mais facilmente executados e torna a experiência em algo ainda mais simples ao público. Não se engane, isso não deixa o título mais fácil que os demais, você apenas tem um controle maior sobre o seu personagem. A rolagem é mais veloz, os golpes variam de acordo com a sua classe a arma segurada e as magias são ameaçadoras para os dois lados de um combate. Creio que você passará um tempo testando cada classe para se certificar qual delas combina melhor com o seu estilo.

E apesar de não oferecer um enredo elaborado nem nada do gênero, recomendo que você leia o lore de suas armas para descobrir alguns dos perigos que envolvem as Terras Intermédias. Infelizmente isso atrapalhava quando você tem apenas três horas de cada período para poder aproveitar o título, mas com um pouco mais de tempo imagine o tanto de coisas que descobriremos no decorrer da jornada.

Elden Ring Preview Img02
Os pequenos corredores garantem grandes encontros

As maravilhas e problemas de Elden Ring

Particularmente falando, tudo em Elden Ring me deixou maravilhado e esperançoso por seu lançamento no futuro. O momento que você sai da Tumba do Herói da Periferia e enxerga Limgrave pela primeira vez é marcante e te dá um gostinho do tamanho da aventura que está prestes a embarcar. O mapa ser cheio de itens, inimigos e mistérios é outro grande charme e mal posso esperar por vê-lo por completo. Ver a reação dos oponentes às diversidades também encantarão aqueles que decidirem viajar pelo território.

As únicas coisas que me irritaram foram as paredes visíveis de limitação do mapa que podia ser explorado. Uma muralha branca e esfumaçada surgia por lá e impedia o seu avanço em locais que não deu para compreender bem a intenção da FromSoftware. Estar bloqueando o que viria após aquela área eu entenderia, mas literalmente no meio de algumas coisas me incomodou um pouco. O fato do personagem não poder nadar também me deixou frustrado, principalmente após ver o que posso encontrar atravessando pequenos trechos do mar.

Falando em falta de compreensão, a performance de Elden Ring foi muito boa no PlayStation 4. Ele rodou muito bem, inclusive graficamente traz um dos jogos mais bonitos que já vi rodando em meu console. Porém, no PS5, ele deu umas leves engasgadas e sorte a minha que não foi durante um combate muito complexo. Talvez a desenvolvedora esteja aprendendo como criar dentro do console e algo não saiu como devia, mas esperava justamente o contrário: esses engasgos no PS4 e ele rodando perfeitamente na nova geração. Vai saber o que aconteceu…

Elden Ring Preview Img01
Você vai encarar esse dragão apenas em fevereiro de 2022

Em comparação à minha experiência com Sekiro: Shadows Die Twice, esta foi muito mais divertida e me deixou muito mais na hype que o Jogo do Ano de 2019. Mesmo que soulslike não seja a minha praia, realmente estou interessado em retornar à Limgrave para desvendar alguns dos mistérios que eles deixaram para os jogadores. O que estará me esperando mais para frente em busca do Anel Prístino?

Ainda faltam quatro meses para vermos Elden Ring, que está programado para chegar apenas no dia 25 de fevereiro de 2022. Olha, vou ser sincero com vocês, se ele está essa maravilha toda nessa altura do campeonato, mal posso aguardar para vê-lo em sua totalidade quando a data chegar. Ele chegará no PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox One, Xbox Series e computadores.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x