Conecte-se conosco

Previews

A sobrevivência pós carcere de SCUM

Publicado

em

capa de SCUM

A Devolver Digital já é conhecida por muitos com sua grande variedade de games como The Swords of Ditto, Not A Hero, a saga Serious Sam, Broforce e muitos outros. Sempre trazendo uma ação diferente em seus games, esse ano ganhamos um survival que chegou de fininho em acesso antecipado na Steam, intitulado SCUM.

Bem, conhecemos o funcionamento dos games survival e seu objetivo – que já é meio óbvio – mas cada um tem seu jeitinho especial de mostrar seu diferencial. Começamos escolhendo como será nosso personagem, sendo possível decidir sua raça, idade, quantidade de tatuagens e não só isso; contamos com alguns pontos de skills que iremos distribuir para definir se nosso personagem será super forte, magro, gordo, silencioso, especialista em sobrevivência e por aí vai.

Imagem do jogo SCUM
Tá saindo da jaula o monstro!

Corre que o zumbi vem aí

SCUM lembra muitos games, de Day Z até The Forest, onde precisamos sobreviver àquele caos todo que ocorre sem avisar ninguém. Teremos que fugir dos clássicos zumbis que surgem no cenário – e que pelo fato de ser um acesso antecipado foram poucos os que surgiram durante a jogatina – mas que já conseguimos sentir como a movimentação do personagem na hora de encarar um deles é bem assustadora, no pior sentido. Mesmo que tenha a possibilidade de correr super rápido ou fazer apenas um cooper pela floresta ao fugir dos zumbis, a parte mais bacana seria conseguir bater neles com o que for possível, mas isso se torna a pior opção quando não temos nenhuma arma de fogo.

As armas que encontramos em alguns cantos do mapa fazem a diferença, principalmente se for um rifle ou uma espingarda, que acaba sendo a forma mais rápida e eficaz de provocar uma morte certa. Objetos como um pedaço de madeira ou uma pá demoram para causar algum efeito, fazendo com que a gente acabe morrendo da forma mais besta possível. A menos que você seja um Peter Coyote das armas de mão, daí quem sabe você se saia bem.

Imagem do jogo SCUM
Run, Forrest, run!

Durante nossa busca também encontramos roupas diferentes da que estamos usando ao iniciar o game, já que todas contém um limite de tempo de uso, sendo gastas aos poucos. Voltando um pouco para os equipamentos, existem muitos pontos no mapa que contêm pequenos postos de vigia, no qual podemos encontrar algum objeto – seja ele útil ou não – e em algumas cabanas que vamos achando pelo caminho, depois de muito andar pelo mapa.

Podemos também recolher materiais para fazer objetos, funcionando como uma mesa de construção do nosso inventário, que quando encontramos todos os materiais necessários ele fica em uma coloração clara, avisando que está disponível para montagem. Por exemplo: quando temos um pedaço de madeira e uma faca, é liberada a montagem de uma lança para ser usada.

Mesmo que a gente precise estar fugindo o tempo todo, o game acaba trazendo algo realista para o jogador, nos obrigando a nos preocuparmos com a alimentação do personagem (para a alegria de alguns e tristeza de muitos). No canto da tela temos quatro barras que se mantém em 100%, mas ao iniciar a jogatina, vão baixando aos poucos a cada vez que fazemos um esforço maior, gastando massa e energia que precisamos repor. Para isso encontramos frutas, algumas comidas perdidas ou que estejam em plantações, poços com água e líquidos perdidos dentro de algumas casas que podem ajudar muito seu personagem na hora do sufoco.

Imagem do jogo SCUM
Doctor?

O survival que vale a pena?

Em período inicial, entendemos muito bem os erros que o game contém, seja quando atravessamos alguma arvore ou não conseguimos atacar o inimigo. Mas em um game survival isso às vezes pode ser bem irritante, já que, se morrermos ali, precisamos iniciar toda aquela história desde o início. Ao menos em SCUM isso acaba não ocorrendo tanto quanto o esperado, sendo um grande alívio e prazer ao desenvolver o personagem.

Todo survival pode ser muito parecido, mas SCUM tem coisas que fazem valer bastante à pena, principalmente se estamos jogando no modo online com os amigos. Para aqueles que gostam de ser o lobo solitário, é possível sem problemas jogar o modo solo, mas quem tem uma galera bacana pode se divertir muito juntando todos ao tentar sobreviver e zoando aquele outro grupo estrangeiro com o modo BR Hue Hue de se jogar.

Quem curte o estilo e não se incomoda de caminhar por algum tempo no inicio procurando o que fazer dentro do game, provavelmente vai gostar muito e passar um tempo dentro do mundo apocalíptico, mas se você sente pressa e quer logo começar no campo cheio de objetos e pronto para a ação, talvez seja melhor investir em outra coisa.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x