Conecte-se conosco

Reviews

Review – EarthNight

Publicado

em

EarthNight bg

Em EarthNight, a Terra está sofrendo um apocalipse onde os humanos são obrigados a deixar o planeta para se refugiar em naves espaciais. O fim do mundo já foi tema de muitos jogos: o apocalipse zumbi, por exemplo, parece ser o mais comum para representar este contexto. Mas aqui trata-se de um evento diferente: muitos dragões surgiram de todos os cantos e estão devastando tudo que há pela frente. E agora, quem poderá nos defender?

EarthNight é um jogo de plataformas 2D ao estilo runner, daqueles que você não para de correr até o final da fase. Por enquanto não há heróis nesta história, mas tem pessoas como Sydney e Stanley que cansaram de fugir e querem fazer algo para regressar ao planeta. Com um estilo artístico bem diferente, fases geradas aleatoriamente e muitos inimigos, o jogo oferece uma experiência arcade desafiadora e bastante divertida, com animações que às vezes podem causar a impressão de serem feitas em 3D e músicas tão envolventes que tornam a aventura ainda mais satisfatória.

Correndo pelo caminho da serpente

A corajosa Sydney e seu amigo Stanley descobriram o ponto fraco destas bestas e decidiram saltar de sua nave para enfrentá-las, quem sabe assim os humanos possam retornar para o seu planeta. Os dragões são longos e com atributos similares as criaturas lendárias japonesas, por isso mal conseguem perceber os pequenos humanos percorrendo em suas costas. Mas você não estará sozinho: há bichos menores que praticamente vivem aqui como se fossem aqueles peixes rêmora que vivem coladinhos com os tubarões, se alimentando dos restos de suas refeições. Sabendo disso, tenha em mente que as fases são lotadas de inimigos surgindo de todas as direções.

Imagem do jogo EarthNight
Não sabia que humanos podiam voar.

Quem assistiu Dragon Ball Z deve se lembrar dos episódios onde Son Goku percorria pelo caminho da serpente para chegar ao planeta do senhor Kaioh. Pois bem, as fases de EarthNight são semelhante ao que víamos no anime. Você corre pelo extenso trajeto que vai da cauda até cabeça da criatura. A diferença (além do sentido contrário) é que o animal está em movimento, causando algumas ondulações que formam obstáculos para o jogador junto com os inimigos que vivem neste corpo, dificultando a sua travessia. Mas o caminho também reserva muitos itens preciosos, como peças de ouro e objetos diversos que depois podem ser trocados por melhorias e equipamentos para os personagens.

O ataque veio em grande escala rendendo diversos tipos, cores e tamanhos de dragões. Isso faz com que as fases sejam bastante diversificadas em termos visuais e, pra deixa as coisas mais dinâmicas, elas são geradas proceduralmente. Cada partida será única, oferecendo hordas de inimigos e itens imprevisíveis. Por vezes o caminho também pode ser incomum e surpreender com locais onde você fará um looping naquele formato caricato das fases do Sonic. Também há algumas plataformas flutuantes na atmosfera que podem esconder itens valiosos ou servir pra atravessar o nível sem tantos inimigos. O difícil é conseguir se manter pulando entre elas.

Enfrentando o exército de dragões

Matar dragões enquanto desce para o planeta Terra é loucura, mas essa é sua missão em EarthNight e não dá pra negar que essa experiência é muito divertida, com ação do começo ao fim. Ao final de uma fase você terá a chance de derrotar o dragão. Para isso, é necessário golpeá-lo rapidamente durante um tempo específico, mas caso não atinja a quantidade de acertos o bicho escapará e você tornará a descer pelos ares. Na prática basta pressionar um botão repetidas vezes, mas nos joy-cons é difícil manter esse ritmo, principalmente se estiver jogando no modo portátil.

Imagem do jogo EarthNight
Será que Stanley jogou Shadow of the Colossus?

Enquanto cai pelas camadas da atmosfera, a câmera muda e mostra a Terra (que está coberta pelos inúmeros dragões) abaixo dos personagens. Não dá pra descrever o quão bonito é esse momento. O visual é incrível e a trilha sonora é encantadora. Esse paraquedismo pelas camadas da atmosfera funciona como um seletor de fases e, embora todas elas sejam desafiadoras, os níveis ficam ainda mais rigorosos a medida que você se aproxima do planeta. Você até pode tentar desviar dos bichos e ir direto para a última camada que é bem próximo da superfície, mas se você não tiver bons equipamentos a coisa pode ser tão difícil que provavelmente você morrerá antes da metade do percurso.

Cada personagem de EarthNight conta com habilidades diferentes. Stanley possui um pulo maior, enquanto Sydney tem um impulso que será muito útil para pular entre as plataformas flutuantes. A quantidade de inimigos pode ser bem intensa e inicialmente a única forma de derrotá-los é pulando sobre eles. O golpe pode ser simples mas é difícil de acertar já que o personagem, inimigos e dragão estão em movimento. Mais complicado ainda é conseguir desviar das criaturas, o colocando em uma luta constante entre acertar e esquivar sem esquecer de coletar os objetos. Cairia bem ter uma outra forma de atacar desde o início.

Imagem do jogo EarthNight
Paraquedas é para os fracos.

Descendo as escadas de EarthNight

As fases possuem centenas de itens para coletar, que em seguida podem ser trocados por melhorias. Com esses equipamentos fica um pouco mais fácil de derrotar os inimigos, mas não os subestime pois quanto mais você se aproxima da Terra, mais inimigos encherão a tela. Com vários bichos em cena ficou notável uma boa característica de EarthNight: a experiência é fluida em todos os momentos. São dezenas de milhares de quadros de animação à mão que realmente fazem a diferenç. Não importa quantas criaturas apareçam, nem quantas ondulações o dragão faça, as animações são executadas de forma detalhada e tudo reage perfeitamente à física, chacoalhando conforme os movimentos do animal e impulsionando seus pulos dependendo do momento em que você fizer tal ação.

São tantos itens e equipamentos para coletar que talvez você perca o entendimento de suas funcionalidades, mas no menu há uma aba de dicas e tutoriais que vão te preparar para ser o melhor neste combate aos dragões. Infelizmente não há opções para textos em português, mas os desenhos mostram as ações e deixam a informação clara e intuitiva. Outro detalhe interessante é a interface do menu principal que substituiu os textos por símbolos e é como se você estivesse em primeira pessoa dentro da nave, onde cada porta te leva a uma opção.

Imagem do jogo EarthNight
Esse é o menu inicial de EarthNight. Lindão, né?

Se o estilo artístico de EarthNight já é surpreendente, a quantidade de detalhes deixa as coisas ainda mais caricatas, como as alterações de posições dos personagens no menu inicial. Pode ser um detalhe simples, mas é de um capricho que vale a menção. Por vezes você verá um dormindo, enquanto outro está ouvindo música, comendo um lanche, abraçando um urso… Eles mudam constantemente e deixam o menu sempre diferente e muito atraente.

Como já deu pra notar, não foi só o menu que recebeu esse tratamento. As animações de movimentação dos personagens são bem produzidas e o visual dos cenários são vivos, com criaturas e objetos passando ao fundo com um estilo que aparentam ser 3D. E tudo isso fica melhor com as belas músicas energéticas que misturam chiptunes com instrumentos reais. Tem até uma opção para escolher tocar apenas um tipo de música ou ambos durante a jogatina.

Imagem do jogo EarthNight
Ei Sydney, espere por mim!

Mesmo que você falhe algumas vezes, EarthNight não te deixará frustrado. Os itens que coletou serão mantidos e isso fará você progredir pouco a pouco, juntando recursos para adquirir melhorias e com isso finalmente derrotar aquele dragão poderoso. O importante é aproveitar a aventura e matar o máximo que conseguir, sejam os bichos pequenos ou os enormes dragões.

Libertar a Terra deste problema renderá muitas horas de jogatina com grande dose de diversão e surpresas, graças às fases são procedurais que nunca se repetem (em termos de desafios e construção de nível, é claro). Com essas características somadas ao capricho e a jogabilidade fluida, os dragões que se cuidem, pois certamente você só sairá desta corrida quando o último dragão for eliminado.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • As fases não se repetem
  • O visual feito a mão é incrível
  • A trilha sonora é bem produzida
  • Tem desafios elevados, mas com boas recompensas
  • Repleto de colecionáveis

Contras

  • Ter outro golpe desde o início seria bem-vindo
  • É necessário quantidade altíssimas de itens para trocar por melhorias
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x