Conecte-se conosco

Reviews

Review – Fight Crab

Publicado

em

Fight Crab bg Gamerview

Lâminas se chocam gerando faíscas e uma tensão palpável no ar. Assim, golpes titânicos são desferidos em direção aos combatentes que desejam lançar seu inimigo rumo a um destino humilhante. Um deles cai exaurido de suas forças, a contagem termina, sua derrota é confirmada e seu corpo provavelmente lançado em um caldeirão de água fervente. O calor é extremo e o ar que escapa entre as placas de sua “armadura” soa como o grito dos condenados. No entanto, é isso que imagino que ocorra após uma luta no jogo de luta mais emocionante e engraçado que joguei esse ano. Bem vindo a Fight Crab!

Com uma proposta maluca, mas muito divertida, Fight Crab conquistou minhas noites pós serviço, trazendo os crustáceos mais corajosos, em embates em que vale tudo: briga de garras, coqueiros, revólveres, lâminas e até mesmo montarias. Produzido pela Calappa Games e distribuído pela PLAYISM, Fight Crab é o que poderia ser traduzido como o primeiro animê shounnen de crustáceos.

ダークキングカニの千カット

Fight Crab não possui uma história exata, mas sim vários cenários que permitem ao jogador criar histórias próprias. O objetivo principal é vencer as sequências de batalha de cada cenário até poder lutar contra o chefão final da região. Os mapas vão de cidades a mesas de restaurantes chineses, passando por vilas ninjas e creches. Tudo isso é adaptado de maneira que os crustáceos possam utilizar suas habilidades máximas. No entanto é sempre bom prestar atenção no tipo de personagem sendo usado, afinal o que pode ser vantajoso no começo, pode virar uma fraqueza no futuro.

Imagem do review de Fight Crab
Minha avó já dizia: – Nunca confie em uma lagosta armada.

Assim sendo, personagens com garras longas podem sim ter uma vantagem em combates contra personagens que se mantem mais longe. Entretanto, uma vez que tenham ficado a uma distância menor, você dificilmente poderá tirá-los. Crustáceos largos também podem ser um tanto quanto difíceis de se jogar, uma vez que, embora o longo corpo deles permita uma resistência maior, eles são alvos mais fáceis de golpes e empurrões.

O jogador pode escolher entre vários tipos de caranguejos, lagostas, camarões e por aí vai. Porém, apenas crustáceos são admitidos nessas batalhas, por isso os outros artrópodes vão ficar apenas na arquibancada vendo os insanos combates existentes no mundo de Fight Crab. E eu ponho ênfase em insano, afinal, quando começamos o jogo, temos apenas um caranguejo da neve simples mas, com o tempo, podemos comprar armas para ele e é ai que a loucura começa.

Armado até as… garras?

Assim sendo, os jogadores que resolverem mergulhar em Fight Crab podem esperar um arsenal vasto que vai agradar a gregos e troianos. Armas de fogo, armas brancas, armas de arremesso, focas e motonetas estão à disposição dos competidores. Esse arsenal permite lutas marcantes, épicas e cômicas, afinal de contas não é todo dia que vemos um lagostim montado em uma foca com um revólver lutando contra um caranguejo-dos-coqueiros usando jatos nas garras.

Imagem do review de FIght Crab
O final de Afro Samurai está diferente…

A loucura fica ainda maior com o modo multiplayer, contando com dois jogadores no Nintendo Switch e até quatro jogadores nos PCs. Foi difícil, mas consegui alocar outros três amigos aqui em casa, para  jogarmos. Isso foi uma péssima ideia pois, uma vez que estavam acostumados com os controles, foi uma loucura só. Não esperava ver um camarão e uma lagosta pilotando motos atrás de mim para me agredir tão cedo.

Os comandos do jogo são simples e a mecânica funciona de maneira parecida com algo como Super Smash Bros. Aqui, cada crustáceo possui uma contagem que começa em zero e vai subindo com os danos tomados. Quanto maior a porcentagem de dano, maior a chance de que o personagem seja virado em suas costas e, uma vez tombado, uma contagem de três irá começar, o que garante uma chance de retornar ao combate.

Imagem do review de FIght Crab
Imagens verdadeiramente cinemáticas.

PODER MÁXIMO DO CARANGUEJO

Fight Crab é um jogo divertido, mas ainda assim é um daqueles jogos que você compra mais para rir do que realmente jogar a sério. O combate é super confuso e você acaba se divertindo mais vendo as garras e armas batendo loucamente pela tela do que realmente investindo em uma técnica de combate. As lutas ficam mais insanas ainda com o Hyper Mode, um poder secreto que faz com que o crustáceo emane uma chama azul e, caso ativado uma segunda vez, causa uma explosão de energia. Essa explosão, além de causar dano, levanta o oponente e facilita joga-lo de costas.

Os gráficos não são nada que salte aos olho, ou deixe uma impressão marcante. A trilha sonora é até bem produzida. Porém, o que marca mais são as músicas insanas de combate e de menu, como a Knight Crab, que mais parece uma abertura de anime do que realmente uma música de menu.

Fight Crab é um jogo para você se reunir com amigos e dar boas gargalhadas mas, fora isso, é um título um tanto quanto esquecível.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • Super hilário
  • Crustáceos em FULL HD
  • Combates insanos
  • Trilha sonora divertida

Contras

  • Gráficos medianos
  • Gameplay pouco intuitivo
  • Pouco memorável
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x