Conecte-se conosco

Reviews

Review – Genesis Noir

Publicado

em

Genesis Noir

Tal qual o próprio surgimento do universo, assim é o amor. Uma explosão inesperada, capaz de criar um universo inteiro dentro da mente e coração das pessoas. No entanto, essa explosão de sentimentos pode acabar tendo repercursões tão drásticas quanto o Big Bang. É exatamente este o tipo de história que Genesis Noir nos conta: uma história de amor, ressentimentos e estrelas, literalmente.

Estudando, analisando e interagindo com o desfecho de um triângulo amoroso entre deuses. Controlando um dos membros desta difícil relação, o vendedor de relógios conhecido como No Man, o objetivo é salvar seu amor. A cantora Miss Mass, que assim como o sol, é uma verdadeira estrela, que se encontra na mira do ciumento Golden Boy. Uma aventura nem um pouco tradicional, mas sim espacial.

Preto no branco

O trompete soa em uma imensidão de vácuo e escuridão, essa última sendo quebrada por pequenos pontos que transferem sua energia a 299 792 458 m/s. Uma cápsula de Big Bang pula para fora da câmara e vai de encontro ao chão. Mas durante o percurso de energia cósmica que segue em direção a donzela conhecida por Miss Mass, tudo para por um segundo, dando a No Man a chance de estudar o cenário.

GN 01 Gamerview
Poderes cósmicos semi fenomenais!

Uma cena que não levaria nem mesmo cinco segundos para transparecer do início ao fim, em Genesis Noir se expande por milhares e milhões de anos. Partindo do início de um universo, seguindo até mesmo a sua destruição ao evitar um Big Bang. Golden Boy pode acreditar que disparar essa grande expansão de energia e matéria seria a solução para seus problemas, mas mal sabe ele que existem muito mais entre o início e o fim.

Com uma introdução dessa, fica difícil imaginar como uma história se encaixaria nela. Afinal, resolver os eventos que transpiram em cinco segundos, através de eras a fio é difícil de compreender. Mas Genesis Noir consegue colocar tudo de uma maneira que fique consistente dentro da trama. No Man, nosso herói dentro do jogo, é um vendedor de relógios nesse mundo de entidades e usará o seu conhecimento “temporal” para salvar seu amor.

Pare!

Ao chegar no local, No Man tem tempo apenas de ver a cápsula ser disparada, antes de ver o tempo ao seu redor congelar. À sua frente, um universo todo achatado se estende, com inúmeras estrelas, esperando apenas que ele as observe e interaja com suas histórias prontas para serem contadas. Sejam elas histórias de criação, uma noite em um bar ou até mesmo o fim da cidade de Pompeia, após a modelagem de planetas.

GN 02 Gamerview
A criação da vida, é a venda de ingressos para o show da entropia universal.

Usando esse mapa estelar a sua frente, No Man precisa buscar por itens que sejam semelhantes a um começo de mola. Assim, podendo criar uma maneira de alterar o trajeto do projétil indo de encontro à sua amada Miss Mass. Cada estrela conta uma história diferente, em sua maioria sobre outros crimes não relacionados aos eventos que desejamos visitar, que geralmente possuem um brilho frio em torno delas.

Uma vez que tenha encontrado uma estrela de capítulo, o jogador será lançado em uma aleatória fatia de espaço- tempo. Algumas histórias se passam em jardins, algumas em mundos aliens onde percepção e escala não existem. Já algumas serão curtas memórias de uma noite no bar ouvindo Golden Boy e Miss Mass apresentando-se no palco, com uma inesquecível trilha de Jazz.

Imagem do review de Genesis Noir
Eu simplesmente amo a direção de arte deste jogo.

Midnight Deluxe

Com uma mecânica simples de apontar e clicar e puzzles inusitados, Genesis Noir é um jogo difícil de parar de jogar. Os puzzles sempre são voltados para a temática cósmica ou referente ao espaço e tempo. Em alguns veremos infinitos reflexos dos protagonistas em cena, em outras estaremos vasculhando os cosmos em busca de pistas que nos levem em direção da próxima resposta. E no final de cada um receberemos um fragmento de mola.

Um bom exemplo desta diferença em cenários e continuidade está nos seguintes exemplos. No primeiro, simplesmente vemos No Man e Miss Mass trocando palavras no balcão de um bar enquanto pegamos itens que já vimos anteriormente. No outro momento, estamos em um inóspito planeta onde vemos pistas da relação entre Miss Mass e Golden Boy, como alianças e gravatas gravadas com as iniciais do casal.

Imagem do review de Genesis Noir
Uma ligação pronta para abalar todo o cosmos.

Assim, o jogador deve estar prestando sempre atenção não apenas à história e suas inúmeras nuances, mas também aos elementos que as permeiam, pois são eles que irão guiar a história para frente. No Man irá vagar por inúmeros acontecimentos, épocas, planetas e planos em busca de uma saída. Assim como a cápsula, ele também carrega em sua palma o símbolo do Big Bang, o que insinua que o mesmo pode até mesmo ter mais poder do que acredita.

The Blue Note album

Genesis Noir é uma aventura de peso. Unido à excelente trilha sonora do álbum Big Bang, temos aqui uma experiência mística e cósmica dentro do gênero Noir. Todos já vimos histórias de crimes em preto e branco, mas desta vez é tudo muito maior. Um affair entre deuses e o próprio cosmos pendem na balança. O destino de todo o universo decidido apenas por um homem, no curto espaço de tempo entre a câmara de uma arma e o coração de uma vítima. Mas este espaço também se estende desde a criação da própria ideia de espaço e o universo em si.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • Direção de arte excelente
  • Trilha sonora de ponta
  • Puzzles bem divertidos
  • Não pretende ser algo excêntrico
  • Fácil entendimento

Contras

  • Alguns segmentos acabam se arrastando
  • Mais curto do que parece
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x