Conecte-se conosco

Reviews

Review – Gryphon Knight Epic: Definitive Edition

Publicado

em

Review Gryphon Knight Epic Definitive CAPA

Lembro até hoje a primeira vez que eu vi o quanto os contos de fada eram uma falha imensa. E sim, foi em Shrek. Desde então, o “felizes para sempre” me parece uma furada ainda maior a cada vez que alguém solta essa. Não é desesperança, meus caros, é uma realidade que temos de aceitar. E Gryphon Knight Epic: Definitive Edition é mais uma vez que vejo alguém se ferrando por não ter visto isso a tempo.

O título brasileiro, produzido pela Cyber Rhino Studios, é uma visita completa aos contos de fada mais fantasiosos de príncipes, princesas, cavaleiros e lendas mitológicas. Porém, não da forma como você imagina. Usando muita sagacidade e maturidade, eles utilizam o game para nos mostrar que mesmo os maiores heróis tem de enfrentar a vida em algum momento. E, quanto mais demora, mais ela cobrará pela ausência.

Uma nova face de Gryphon Knight Epic

Originalmente lançado em 2015, Gryphon Knight Epic teve um longo caminho até aqui. O shoot ‘em up side-scroll foi bem aclamado em seu lançamento e logo chegou nos consoles de mesa, porém, o trabalho não tinha terminado por ali. Trabalhando incansavelmente no título, finalmente temos a Definitive Edition que traz algumas novidades muito bem-vindas aos fãs e aos novatos.

A primeira e mais importante adição é o multiplayer, que é algo que foi milimetricamente instalado para te ajudar na missão de enfrentar a contra-parte maligna do protagonista, Sir Oliver. Isso facilita muito a sua aventura, que já não é fácil por natureza, deixando as coisas ainda mais leves através das fases. Outra é uma nova arma e um cenário inteiro baseado no Japão, com direito a dois chefões novos para você enfrentar.

Imagem do review de Gryphon Knight Epic Definitive Edition
A versão definitiva traz ainda mais conteúdo para a ação.

O que realmente chama a atenção é a forma como usam inspiração de vários pontos diferentes para criar algo único. Você, assim como em Mega Man, escolhe a fase que deseja ir e tem várias armas que conquista de seus oponentes para te ajudar pela jornada. E cada um segue uma ideia diferente, desde piratas, guardiões da floresta até culturas árabes, áreas montanhosas e afins.

Você conta, desde o fim da primeira fase, com essa liberdade e isso que acaba ditando a sua aventura. Os oponentes são divididos em dois a cada trecho, sendo um monstruoso e outro humano. Derrotando, você obtém suas armas que dão vantagens contra os demais. Mas não é só disso que vive Gryphon Knight Epic. Dá para comprar vários upgrades, enfrentar uma legião de oponentes diferentes e que exigem estratégias distintas e tudo isso com muito humor.

Imagem do review de Gryphon Knight Epic Definitive Edition
Cada fase leva a um inimigo único.

Quanto à história, você é um cavaleiro que conseguiu vencer o perigoso dragão e se casou com a princesa, tendo um belo bebê. Mas a vida não é fácil e logo a vida dele se torna um tédio completo. As coisas se agitam quando sua contra-parte maligna aparece e ameaça sua paz.

Tomando controle dos grandes amigos que uma vez o ajudaram em sua jornada, cabe a Sir Oliver enfrentá-los um por um e fazê-los sair do domínio do vilão. Mas essa tarefa não será nada simples, já que todos eles são guerreiros habilidosos e prontos para enfrentar qualquer um que ouse pisar em seus territórios.

Imagem do review de Gryphon Knight Epic Definitive Edition
A jornada de Sir Oliver o colocará contra seus próprios amigos.

Difícil, mas prazeroso

Um dos maiores fatores aqui é a dificuldade. O multiplayer pode te ajudar, mas apenas na aventura solo que você sentirá o peso que a gameplay oferece. É inimigo vindo a todo momento, golpes surgindo de onde menos se espera, criaturas que você acredita que darão dano e apenas te deixam mais lento, para outro inimigo ainda mais forte te dar problemas e por aí vai. É insano e empolgante.

Se espera por algo mais simples, há uma dificuldade mais tranquila, porém no “Normal” o bicho pega de formas absurdas. Como os bons clássicos, aqui não tem misericórdia. Só progridem e avançam os melhores. E, sendo sincero, não tem graça alguma jogar na menor dificuldade. Ao mesmo tempo que isso é uma grande cartada do jogo, também é o que afastará o público casual daqui.

Imagem do review de Gryphon Knight Epic Definitive Edition
Esses mosquitos logo deixam de ser o maior dos seus problemas.

Acredite, você quase nunca está pronto para o que virá. Ouso dizer que a única fase que passei sem grandes sustos foi a dos piratas, e olha que os canhões, o Kraken e as naves voadoras deram trabalho. Porém, me animou a quantidade de possibilidades que oferecem para enfrentar estas adversidades. Dá para aumentar o dano das suas flechas ou golpes, assim como pode invocar um guerreiro que serve como escudo e te defende de golpes críticos. Você também consegue mudar de direção no meio do combate, dando algo mais dinâmico para utilizar e não morrer de forma rápida.

Com um design pixelado muito bem-trabalhado e ambientes incríveis, Gryphon Knight Epic: Definitive Edition é um belo exemplo de como produzir um título indie com um bom nível de excelência. Mas nem tudo são flores nesse reino e a música é um destes detalhes. Se tem algo que me fez revirar são os sons repetitivos e os gritos genéricos que ecoam toda hora. Entendo a falta de orçamento, mas confesso que tirei essa opção em certo momento pela constante irritação.

Imagem do review de Gryphon Knight Epic Definitive Edition
O game também reserva algumas coisas escondidas.

Sir Oliver também parece bem lento em alguns momentos, o que deixa aquilo que já era difícil em algo ainda mais torturante. Óbvio que não joguei meus joy-cons de raiva, até por que são caros demais, mas não faltou vontade em determinados momentos. Apesar disso, não demorou muito para eu esquecer dessa sensação e me encantar com um novo chefão ou encarar uma área completamente inédita.

E, graças aos esforços da Cyber Rhino Studios, essas são as únicas reclamações que eu poderia ter. Essa versão definitiva também corrigiu diversos erros e bugs do original, deixando a experiência ainda mais fluída e com ares de um indie lançado exatamente no ano de 2020. Confesso que eu não esperava muito da aventura, mas ela realmente te conquista conforme você avança na saga do cavaleiro e diverte pelo caminho.

Imagem do review de Gryphon Knight Epic Definitive Edition
É você e seu grifo rumo à uma nova jornada.

Até quem jogou o antigo deveria dar uma nova chance, mesmo que seja apenas para conhecer o território asiático. Nele você enfrenta diversas criaturas e inimigos vindos diretamente do folclore japonês e que apareceram em vários animes. É um prato cheio para o fanservice e também para os desafios inéditos que a área te permite explorar.

Gryphon Knight Epic: Definitive Edition é a melhor versão de um dos jogos mais empolgantes saídos do Brasil. Se você deseja algo que preencha seu videogame com várias referências, bom humor e doses de inspiração em alguns dos maiores clássicos dos jogos, é a pedida certa para chamar os amigos e tentarem vencer o mal.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • Ótimo design e arte
  • Liberdade do jogo e inspirações agradam
  • História bem-humorada e divertida
  • Dificuldade para os fortes de coração
  • Multiplayer ajuda bastante

Contras

  • Lentidão de Sir Oliver incomoda muito
  • Sons irritantes o tempo todo, de forma repetida
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x