Conecte-se conosco

Reviews

Review – Halo | Episódio 6

Publicado

em

Halo

Voltando para o cenário fora da ação, Halo começa a entregar respostas sobre algumas das principais dúvidas que surgiram durante a temporada. Apesar deste episódio ter um tom mais reflexivo e se preocupar bastante com as devidas explicações, ele não foi nada ruim. Na verdade, ajudou ainda mais a iluminar o caminho percorrido até aqui. Desde as relações entre Halsey e Miranda, Master Chief e Makee, até mesmo a Spartan Kai-125, nenhum ficou de fora das maiores questões.

Primeiro temos os resultados da própria guerra e as dúvidas que todos têm em relação a ela. No último capítulo tivemos uma amarga derrota para o nosso herói, qual é extremamente abordada logo de cara. Agradecem pelo apoio dele e por ter salvo 150 vidas dos pelotões em sua insubordinação. Mesmo fazendo o que queria, ele logo impacta com a verdade “e se eu não recuperar o artefato, milhões de outras serão perdidas”. Por mais que tenha salvo o dia e feito a ação dita como correta, não dava para escapar dessa realidade.

E é a partir disso que todos começam a trabalhar no decorrer do episódio. Eles tinham de descobrir uma forma de encontrar o item sagrado, porém nada seria possível se não arrumarem o próprio lar antes. Para que possa acontecer um desenvolvimento, conflitos e diálogos terão de ser expostos e nestas condições encontrarem um senso comum para seguir o seu caminho natural. No meio de tudo e com uma quantidade absurda de mistérios, há Halsey e ela que se torna o destaque.

halo critica episodio 6 img4
Ainda há vários mistérios a serem revelados

Explicações sobre o Halo

Não dava mais para fugir das verdades e a doutora consegue usar o tempo deste capítulo para revelar tudo que sabe sobre a trama de Halo. Perdão pela imparcialidade, mas eu achei impressionante o quanto a atriz Natasha McElhone consegue transitar pela ternura, seriedade e a eterna curiosidade da personagem. Devo abrir mão do que afirmei nas últimas críticas, de que provavelmente ela seria uma vilã: não é! Isso não significa que seja boazinha, apenas que seus mistérios seguiram para outro rumo mesmo.

Logo de cara temos uma cena extremamente impactante dela com Master Chief, que deseja a todo custo saber os limites de suas maquinações. Com uma atitude extremamente questionável, ele a coloca entre a vida e a morte e o resultado disso faz qualquer um perguntar se ele continua sendo o herói que conhecemos ou se já está se tornando outra coisa. A segunda opção, por mais incrível que seja um gamer falando este tipo de coisas, se tornou extremamente mais interessante e palpável do que os jogos originais.

halo critica episodio 6 img2
Ela finalmente explica seus objetivos

Gostei muito do desenvolvimento dos dois e da fatídica conversa que foram obrigados a ter sobre o assunto. Não dava mais para fugir, eles tinham de discutir a relação e a verdade não se tornou menos dolorosa agora que veio à tona. O mesmo vale para a personagem Miranda, filha da doutora e que pela primeira vez tomou a coragem de ir até sua mãe para terem um papo familiar. Em ambos a Halsey demonstrou sua verdadeira intenção: o avanço da humanidade perante o caos galáctico.

Independente do quanto nossa ética trate como algo errado, ela não se importou em raptar crianças, mentir, manipular toda uma organização e conduzir experimentos ilegais por isso. Porém, ouso concordar com uma afirmação dita por Halsey, qual dá um rumo para todo o seriado de Halo. “Tudo pode ser considerado errado até que apresente resultados positivos, neste momento ninguém mais questionará”. Claro que não é uma justificativa, mas mostra a fragilidade de nossa sociedade e em como nossa tal dita ética é algo transitável, não estático.

halo critica episodio 6 img1
Miranda também ganha seu próprio desenvolvimento

Devíamos ignorar Madrigal?

Porém, não foi apenas ela que demonstrou ao que veio por todo o capítulo. A relação entre a Cortana e Master Chief está cada vez mais abalada e parece que o herói não a aceitará tão facilmente. Se eu ri com os dois na última semana, nesta me levantou um grande alerta de preocupação. Será que eles realmente se darão bem ainda nessa temporada ou acabará sendo um plot a ser trabalhando na segunda? Infelizmente descobrirei apenas nas próximas semanas.

Outra coisa que fica muito clara é a inutilidade do enredo de Kwan Ha e do ex-Spartan Soren. Me foi apresentado um episódio inteiro sem eles e confesso que só me recordei da existência deste plot enquanto escrevia o texto. Faltando apenas três episódios para o grande encerramento, alguém aqui ainda acredita que isso será bem desenvolvido e se entrelaçará com a jornada de Master Chief para encontrar o Halo? Pois bem, se você crê no recurso eu tenho uma má notícia, porque parece que não vai de forma alguma.

Por mais que tenha me apaixonado por esse contexto político no início da série, pensando em como seria trabalhada esta possibilidade, agora não se encaixa mais no contexto geral. O final parece bem definido já: uma corrida entre o herói e Makee, com a UNSC e os Covenant de fundo, atrás de unir os dois artefatos para chegar até o lugar prometido. Considerando a quantidade de capítulos que faltam, dava para botar facilmente só este plot e já estaria extremamente satisfatório. Apesar disso, não concordo que a trama de Madrigal apresente relevância. Não agora, pelo menos.

halo critica episodio 6 img3
O arco final começa agora

O arco final já está começando a se formar e essa pequena tempestade dentro da calmaria mostra que, por mais que eles consigam vencer, ainda há conflitos internamente que precisarão ser resolvidos no futuro. Master Chief pode ter encontrado em Miranda uma aliada melhor, porém a Cortana ainda se consulta com Halsey. Kai-125 luta contra contar o segredo que ela divide com nosso herói aos demais Spartans. Makee continua escondendo seu propósito ali dentro da UNSC, indicando a eles um planeta qual perderam um episódio inteiro caçando.

Onde dará tudo esse caminho? Sendo sincero, por mais que eu tenha jogado toda a franquia no Xbox, não saberia responder para vocês. Não tive sinal sequer dos Flood, que representam uma ameaça temível dentro do primeiro jogo. A produção está mantendo um ritmo excelente, contando uma história inédita nesta saga e ao menos assistir tudo está sendo um espetáculo. Espero sinceramente que saibam onde estejam indo, pois a viagem continua ótima.

Halo está sendo exibido através da Paramount+, todas as quintas-feiras a partir das 5h.

*Este texto é uma colaboração entre o NERDIZMO e o GAMERVIEW

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • O ritmo acelerou e finalmente explicam as coisas
  • Halsey dominou o episódio com maestria
  • A atuação da equipe continua impecável
  • Apresenta uma nova visão para quem jogou os originais no Xbox

Contras

  • A trama de Madrigal está mais perdida que a Makee no meio da UNSC
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x