Conecte-se conosco

Reviews

Review – Huntdown

Publicado

em

huntdown bg

Tem gente que já enjoou de jogar games inspirados na era 16-bit, com gráficos em sprite à moda antiga. Eu, particularmente, abraço games com esta característica como uma forma de suprir minha paixão pela nostalgia. Afinal, tive o prazer de viver os anos dourados dos fliperamas no Brasil e acompanhar os consoles da quarta geração.

Jogos de ação com elementos de plataforma então, não perco nenhum. O indie brasileiro Blazing Chrome, lançado no ano passado, é um ótimo exemplo de como games assim podem fazer sucesso nos dias de hoje. Fora que o indie da Joymasher é incrível, uma carta de amor à série Contra.

Huntdown, o arcade shooter de estreia da desenvolvedora sueca Easy Trigger, vai nessa mesma vibe retrô. Ou seja, um indie frenético, side-scrolling e cheio de explosões. Um game que, se tivesse sido lançado para fliperama há 30 anos, faria muito sucesso entre os marmanjos e certamente teria um cinzeiro nele.

Três caçadores, um objetivo

A trama coloca os caçadores de recompensa Anna Conda, John Sawyer e Mow Man para trabalhar para a Companhia Shimamoto, comandada pela Senhorita Rose (Wolfmother), e acabar com o submundo do crime. Ambientado em um futuro distópico, que mistura ideias de filmes como Blade Runner e RoboCop, as ruas estão dominadas por quatro gangues criminosas que seguem líderes anarquistas. A polícia não consegue impedir a escalada da violência e o trio é convocado para dar fim ao caos.

Imagem do jogo Huntdown
Eu gosto de punk rock, mas não de punks arruaceiros.

Huntdown tem um estilo visual semelhante à muitos games daquela época e, ainda assim, apresenta sua própria identidade. O pixel art é bastante detalhado, especialmente nos cenários, e há animações rolando pra todos os lados. Além dos protagonistas possuírem suas próprias características, os inimigos, sub-chefes e chefões também são bem variados e criativos. Você pode jogar sozinho ou com um amigo em co-op, avançando pela campanha composta por 20 fases.

O gameplay segue o básico do gênero: atirar, pular, dar um golpe corpo-a-corpo, dar um dash (no chão e no ar) e usa uma arma secundária arremessável ou explosivos. A movimentação não permite tiros na diagonal, uma limitação proposital para forçar o jogador a pular pelas plataformas e pensar rápido a todo momento – como nos jogos antigos.

Você pode pegar uma certa variedade de armas deixadas pelos inimigos como também usar um taco de beisebol, por exemplo, pra sair na porrada a curta distância. Você pode usar caixas e coberturas para se proteger e também se esconder nas sombras. Tudo funciona bem, é possível trocar de personagem voltando pro início da fase em que está e a todo momento o jogo introduz alguma ameaça nova. Os chefões são o que há de melhor em Huntdown, com batalhas bem distintas.

Imagem do jogo Huntdown
Cada chefão oferece um desafio único, com ciclos de comportamento.

As gangues de Huntdown

A campanha é dividida em quatro gangues rivais: a dos punks (Hoodlum Dolls), a dos hooligans do hóquei (Misconducts), a dos lutadores de rua (No. 1 Suspects) e a dos motociclistas (Heatseekers). São cinco fases pra cada gangue, com inimigos e chefões próprios. Avançando pelas fases, a dificuldade cresce trazendo inimigos em maior quantidade, com armadura, armas pesadas e até cachorros pra te infernizar. Morrer será uma constante, mas não se preocupe pois o game dá uma força com checkpoints (três por fase).

Além de derrotar os bandidos e chefões, o jogador pode completar três objetivos opcionais: matar um determinado número de inimigos, coletar 3 maletas e concluir a missão sem morrer. Um incentivo para o replay, pra dar aquela aumentada na duração do game. Quanto às maletas, uma delas costuma aparecer com um inimigo em fuga.

Imagem do jogo Huntdown
Muita ação embalada por uma trilha sonora impecável.

Huntdown é exatamente o que se espera de um game old school. Tem bastante ação, uma história maluca que existe apenas para contextualizar a coisa toda, músicas sintetizadas, várias homenagens e muito diversão. E até que o jogo dura bem, graças à dificuldade crescente. Aliás, as últimas fases são bem casca-grossa, mesmo jogando na dificuldade Normal e na companhia de um amigo habilidoso. Portanto prepare os dedos para ganhar umas bolhas.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • Pixel art super caprichado
  • Gameplay simples, mas eficaz
  • Desafio elevado, ótimo pra co-op
  • Trilha sonora sintetizada e estilosa
  • Boa duração

Contras

  • Não dá pra atirar na diagonal
  • Alguns chefes são apelões demais
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x