Conecte-se conosco

Reviews

Review – Mario Golf: Super Rush

Publicado

em

Mario Golf Super Rush BG 1

Eu não jogava Mario Golf desde o game original, lançado para o Nintendo 64. Logo, não tenho nem como comparar Mario Golf: Super Rush com os jogos anteriores produzidos pela Camelot, cada um com suas próprias inovações. Após fazer uma rápida pesquisa, fiquei surpreso ao saber que o Wii não recebeu um jogo da série. Teve Wii Sports Resort e Wii We Love Golf, claro, mas não um jogo com Mario e companhia e fazendo uso dos sensores de movimento. Tal recurso acabou sendo implementado somente agora no game de Switch, através do Joy-Con.

Dito isso, meu contato com este novo game trouxe mais impacto do que possivelmente trará aos fãs mais assíduos. O jogo apresenta três modos inéditos: o Speed Golf, que oferece rodadas sem turnos, correndo entre uma tacada e outra até acertar o buraco; o Battle Golf, no qual ganha quem acertar 3 buracos primeiro (também sem pausa e com trapaças); e um modo de campanha chamado Golf Adventure. Ou seja, dá pra curtir jogando sério assim como casualmente, com as maluquices que se espera de um jogo do Mario.

Golfe pra quem tem pressa

Em jogos de esporte, eu sou um jogador totalmente casual. Ainda mais se tratando de golfe, modalidade cujo as regras levam um tempo para serem assimiladas. Neste caso, as partidas rápidas do Standard Golf contra um amigo ou a inteligência artificial ajudam a pegar as manhas do gameplay e entender termos técnicos como Par, Birdie, Bogey, Ace (Hole-in-One), entre outros.

Mario Golf Super Rush 01
Terminou a rodada rapidinho? Vai ter que esperar os adversários jogarem.

Cair direto no Speed Golf é pedir para passar raiva. Neste modo, quatro competidores dão tacadas e avançam pelo campo até derrubar a bola no buraco. Usando uma barra de estâmina, o jogador pode dar um dash, pular e usar um super dash para ganhar distância ou atropelar os adversários à sua frente. O que parece ser uma ideia genial, perde um bocado da graça com a frequente quebra de rítmo ao percorrer longas distâncias até alcançar a bola e, por fim, o buraco. Tem horas que enche o saco. Ainda mais quando você está indo bem e o jogo te segura por alguns segundos no início da próxima rodada pra “balancear” a competição.

Mario Golf: Super Rush oferece 16 personagens pra escolher, fora o Mii, mas nem tudo é dado de bandeja: é necessário jogar bastante ou progredir no Golf Adventure para desbloquear mais quatro campos de golfe, entre outros bônus. Cada campo possui suas peculiaridades, como obstáculos que atrasam o jogador, a chuva (que deixa a bola mais pesada), o vento, e até mini tornados pra desviar o ângulo da bola. O vencedor é determinado pelo desempenho nas rodadas, que considera a soma das pontuações pelo menor tempo gasto.

O Battle Golf promove batalhas de arena com 9 buracos, onde ganha quem acertar 3 buracos antes dos adversários. Há duas variações de terreno, simples e complexo, e opções para jogar com ou sem os eventos de Rush, que ocorrem a cada minuto. Apesar do único cenário disponível, um estádio, possuir um visual bem sem graça, este modo libera power-ups pra deixar as partidas mais caóticas e igualmente divertidas.

Mario Golf Super Rush 02
Em Battle Golf, vale tudo pra atrapalhar outros competidores e vencer a partida.

RPG pra quem não tem pressa

Já o Golf Adventure funciona como uma espécie de RPG, em que você joga com seu Mii (qualquer um que tiver criado) e navega por um pequeno mundo aberto completando missões. Tais missões funcionam como tutoriais para aprender a jogar golfe: tipos de taco, força da tacada, ângulos, efeitos, e assim por diante. A evolução do personagem ocorre por nível, que conferem pontos pra gastar em cinco habilidades diferentes (como velocidade, pra correr mais rápido em campo). Vai ter jogador animado com isso, porém achei a progressão lenta demais e com uma história descartável, que cansa pelo excesso de diálogos.

Apesar de Mario Golf: Super Rush errar a tacada em ideias originais, este é um game imperdível para quem curte o esporte e quer botar seu quadril pra girar com o sensor de movimento. Funciona muito bem e o jogo pega um pouco mais leve com a precisão. Aos que preferirem jogar com botões, encontrará um gameplay bem mais polido e exigente. A diversão é garantida, ainda mais no modo tradicional e Battle Golf.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • Possibilidade de jogar com o sensor de movimento do Joy-Con
  • Battle Golf garante partidas bem engraçadas e divertidas
  • Modo online prático e rápido

Contras

  • Golf Adventure não empolga
  • Speed Golf é rápido só no nome
  • Cenários um tanto genéricos
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x