Conecte-se conosco

Reviews

Review – Recettear: An Item Shop’s Tale

Publicado

em

recettear bg

A coisa mais rara de se ver hoje em dia em qualquer game é, sem dúvida, conceitos novos para gêneros que já viram centenas de títulos ao longo dos anos. Recettear, RPG da desconhecida EasyGameStation, consegue ao menos injetar um pouco de originalidade a um estilo carente de novas ideias. Recettear inova ao colocar o jogador no papel não de um guerreiro ou mago em um cenário medieval fantástico, mas sim de um mercador, dono de uma das muitas lojas que vendem armas e armaduras que povoam esse tipo de cenário.

Sua missão aqui é apenas uma: conseguir o máximo de lucro de todos os aventureiros que adentram a sua loja, comprar e conseguir novos itens, e mais uma vez tentar revende-los.

A história, assim como o conceito por trás de Recettear, consegue ser igualmente peculiar. Recette é uma jovem inocente que herda uma divida enorme de seu pai, que um belo dia decide virar aventureiro e, para isso, pega um enorme empréstimo e some no mundo deixando a filha sozinha e com uma divida enorme a ser paga. Para se certificar de que o dinheiro será recolhido no tempo certo, a instituição cobradora manda a fada Tear para supervisionar Recette (daí o nome do jogo, Recettear). Ela que sugere a Recette para que monte um loja em sua casa, para que possa levantar o dinheiro necessário. Tear não funciona apenas como supervisora e cobradora dos pagamentos, mas também como ajuda, dando dicas e explicando conceitos para Recette, conforme a acompanha. Consequentemente ela funciona como tutorial para o jogador, algo absolutamente necessário já que esse não é um jogo exatamente fácil.

Depois do enredo, o que mais me chamou a atenção nesse título foi, sem dúvida, seu visual, que lembra muito o de RPGs que marcaram a era dos 16 bits. O ângulo da câmera mostra toda a ação de um plano superior, assim como em The Legend of Zelda: A Link to the Past, banhado por muitas cores e revestido por um estilo de arte de animê. Mas não se engane pelo estilo artístico ou pelo jeito bobinho da protagonista. Trata-se de um jogo bastante difícil, e se dar bem aqui é mais do que apenas vender produtos com uma margem de lucro alta. As quantias de pix (moeda do jogo) que devem ser acumuladas crescem exponencialmente, e é necessário ententer bem todas as mecânicas para que se possa consegui-las no tempo estipulado.

Recettear

Cada dia no jogo é dividido em quatro partes, e cada ação que você toma consome uma quantidade dessas partes de tempo. Abrir a loja para fregueses consome uma parte, por exemplo, assim como ir à guilda de mercadores para comprar novas mercadorias. Já ir para as dungeons, para se tentar conseguir novos itens, consome duas partes. Administrar seu tempo é essencial aqui, já que você precisa tanto ter coisas novas para vender quanto tempo para abrir a loja para fregueses.

Falando em dungeons, esse é um aspecto do sistema de jogo. Você precisa se aventurar por calabouços, lutando contra monstros e conseguindo novos itens que podem ser vendidos nas lojas. Como Recette não pode se aventurar sozinha, ela precisa contratar aventureiros que façam o trabalho sujo por ela. O elenco de classes aqui é o básico de qualquer RPG: guerreiro, mago, arqueiro etc, cada qual com seus ataques e golpes especiais próprios. Cada incursão a essas dungeons confere experiência para seus personagens, que ficam progressivamente mais poderosos e ganham novas habilidades com o passar do tempo. Além disso, cada uma dessas áreas possui um chefe que deve ser derrotado para que novos lugares sejam abertos, que por sua vez terão inimigos mais fortes e itens mais raros.

A parte do combate não poderia ser mais simples. Você e seus inimigos se movem apenas em quatro direções, e tudo que deve fazer é atacar e não ser atingido. Você pode matar vários monstros rapidamente, mas o contrário também pode acontecer em instantes, e issoé a ultima coisa que você quer. Morrer, além de fazer com que metade do seu dia seja desperdiçado, faz com que você possa voltar apenas com um dos itens que tenha conseguido, diminuindo severamente os lucros que poderiam ter sido obtidos.

Depois de conseguir mercadorias, sejam compradas na guilda ou conseguidas através de monstros derrotados, é preciso vender esses em sua loja. Alguns detalhes nessa hora são importantes de se observar, como colocar itens mais raros em sua vitrine, atraindo mais consumidores dispostos a gastar muito dinheiro. Cada consumidor interessado em alguma mercadoria vai lhe perguntar o preço, e você pode decidi-lo na hora, com base na quantia que você pagaria por ele. Alguns clientes NPCs têm mais tolerância a preços mais salgados, outros (a maioria) tendem sempre a pedir por um desconto. É importante dosar a quantiapedida em cada item, já que muitos clientes se recusam em pagar muito caro, podendo às vezes nem se dar ao trabalho de pechinchar, virando as costas e deixando de realizar alguma compra. É importante também ressaltar que cobrar preços mais justos lhe rende pontos de experiência, com os quais Recette ganha níveis como comerciante, ajudando-a a se tornar uma mercadora mais experiente. Conforme níveis são ganhos, você pode dar upgrades na sua loja, conseguindo mais lugares para expôr suas mercadorias. Mais tarde você poderá fundir elementos em certos equipamentos, manufaturando itens. Existem também dias em que produtos específicos são supervalorizados, criando ótimas oportunidades para se conseguir retirar mais dos bolsos de seus clientes.

recettear_0

Apesar de Recettear ser um jogo difícil, seja pelo seu sistema de combate ou pelas outras minúcias do sua jogabilidade, pega-se o jeito depois de um tempo, e chegar ao fim é relativamente rápido. Felizmente, o jogo conta com alguns modos que estendem sua duração, como o modo New Game +, no qual você carrega seu último save, continuando com seus níveis e itens, sem a pressão de ter uma dívida a ser paga. Há também o modo Survival, em que a dívida a ser paga aumenta a cada semana, como no jogo normal, mas dessa vez ela não tem fim. São modalidades que vão agradar quem gosta desse tipo de desafio e gostou do jogo como um todo.

A única ressalva fica por conta de aspectos que poderiam ser mais bem acabados como, por exemplo, um suporte para resoluções maiores que 1280×960 e a widescreen. Para um jogo exclusivo de PC isso é uma ausência considerável. No entanto, gamepads podem ser usados, o que ajuda bastante na hora do combate. Outro detalhe do jogo, que pode ser um ponto negativo para algumas pessoas, são os diálogos muito longos e desnecessários. A história e a relação de Recette com os outros personagens é de longe o último item na lista de coisas que podem te atrair nesse game. O texto é bem traduzido, sem a presença do famoso ”Engrish”, mas por serem extensos demais te deixam impaciente. Minha recomendação é, pule todos excetomenos os com Tear já que esses são sempre parte do aprendizado.

Sem dúvidas, Recettear é um alívio no meio dos RPGs. Se você está cansado de jornadas intermináveis, lutando contra vilões clichê dentro de histórias mais clichê ainda, Recettear merece que você pelo menos experimente sua demo. A dificuldade pode atrapalhar um pouco no começo, e às vezes o jogo não pode se mostrar tão profundo como se espera, mas ainda sim é um ótimo conceito que merece ser experimentado.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • Conceito original
  • Estilo artístico carismático
  • As opções aumentam com o passar do tempo
  • Lembra os bons RPGs do tempo dos 16 bits

Contras

  • Pode frustrar um pouco no começo
  • O combate é simples demais
  • Enjoa rapidinho
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x