Conecte-se conosco

Reviews

Review – Remothered: Tormented Fathers

Publicado

em

Imagem do banner de Remothered: Tormented Fathers

Durante o dia, passamos por inúmeras casas no nosso trafegar. Igualmente as flores que permeiam o caminho, muitas vezes não paramos para ponderar sob o que se passa por trás das paredes. Em Remothered: Tormented Fathers vemos que muitas casas, como famílias, possuem apenas uma bela faixada. O primeiro jogo do que se pretende ser uma trilogia, trouxe uma aterrorizante história cheia de reviravoltas.

Parasitas, hipnose e mentes fragmentadas habitam a mansão da família Felton. Igualmente como uma mariposa é atraída para uma lâmpada, Rosemary Reed vai até a mansão. A obra criada pela Stormind Games pode ser considerada como um grande resgate do survival horror. Enquanto busca respostas pelo desaparecimento de Celeste Felton, Rosemary terá de também lutar pela sua vida dentro dos corredores desta residência maldita.

Memórias frágeis como porcelana

Remothered: Tormented Fathers é um survival horror em que o foco maior é a exploração e a fuga. Como dito anteriormente, Rosemary está investigando Richard Felton, um peculiar milionário. Casado com Ariana Gallo, o casal é responsável pela jovem Celeste Felton, que um dia simplesmente desaparece. Assim como era de se esperar, muitos ficaram curiosos com o caso, que com o tempo acabou por ficar no esquecimento da mídia e da população.

Imagem do review de Remothered: Tormented Fathers
Sentindo talvez pela última vez o perfume das flores.

Entretanto, isso não é verdade para Rosemary, que está obstinada a entrevistar o rico tabelião e sua esposa. No entanto, Richard se nega a respondê-la e pede para que Rosemary, que havia se passado por uma falsa médica, se retire. Escondida nos jardins até que a enfermeira Gloria vá embora, ela adentra a mansão, descobrindo os segredos horríveis do local. Entre eles, a bizarra doença que acomete o agora violento e desnudo Richard, enquanto a persegue, uma bizarra freira de vermelho, com uma bengala em forma de espinha cervical, e a misteriosa Jennifer.

Essas entidades irão caçar você durante toda o percurso de Remothered: Tormented Fathers. Enquanto foge delas, também é necessário tomar cuidado com as misteriosas mariposas que rondam a mansão, controladas pela estranha e perturbadora freira vermelha. Muitos são os segredos escondidos na mansão Felton e ainda mais são aqueles que envolvem esta família e seus amigos, companheiros e familiares, revelando uma verdadeira teia de horrores.

Espíritos zombeteiros

Remothered: Tormented Fathers resgata a sensação de horror de ter que se atravessar de ponto A para ponto B pelo famoso cenário da Mansão Mal Assombrada. A residencia Felton é bem grande, contando com dois andares, um espaçoso sótão e adega e porões absurdamente grandes também. Locais estes onde Rosemary vai ter que usar toda sua sagacidade para poder sobreviver, utilizando o que estiver disponível para se proteger e enganar seus perseguidores.

Imagem do review de Remothered: Tormented Fathers
Uma miragem social.

Ela irá contar com itens arremessáveis, armadilhas e distrações, além de armas de corte. Tudo isto para poder evitar a fúria doentia dos habitantes do local, todos acometidos por inúmeras mazelas, tornando difícil distinguir a linha entre vilão, vítima e sobrevivente. Remothered: Tormented Fathers apresenta uma história que, sim, apresenta aspectos sobrenaturais, mas seu foco maior está em como existem inúmeras doenças que corroem uma pessoa.

A dor do desprezo, perdas, restrições do eu verdadeiro e, claro, doenças reais. Aqui, elas são causadas por um bizarro parasita encontrado nas terras do Egito. Parasita este que atormenta Richard Felton e o impulsionou a continuar as experiências de seu pai. Com a ajuda de Albert Elias Wyman, antigo parceiro de negócios de seu pai, Richard trouxe uma nova versão da droga Phenoxyl à vida. Porém, o Phenoxyl 2.0 é um verdadeiro veneno nas mãos erradas.

Imagem do review de Remothered: Tormented Fathers
Como sempre, manter os documentos em cheque é uma ótima ideia.

Topo do mundo

Desta forma, Remothered: Tormented Fathers faz o máximo com o mínimo. Poucos horrores espreitam a mansão Felton, mas cada um deles pode ser tão fatal quanto o anterior. No entanto, nem tudo são flores neste ótimo survival horror. Afinal de contas, existem alguns pequenos bugs e probleminhas espreitando pela mansão. Como, por exemplo, o ciclo dos nossos perseguidores que se mostram sempre um tanto quanto previsíveis.

Além disto, em alguns segmentos, os inimigos parecem despertar um “olho de Thundera” e te encontram mesmo em locais diferentes ou de pouca visibilidade. A colisão em alguns momentos também atrapalha um pouco, fazendo com que certos objetos não acertem ou que alguns pontos se tornem becos abertos. Contudo, estes problemas podem ser contornados, caso o jogador consiga se mover de maneira “ninja” pela casa. Ainda assim,  outro problema é que alguns itens são pouco úteis, como as pelúcias e cordas.

RTF 04 Gamerview
Estaria ele aqui? O famoso Cadeirudo?

Mesmo com estes pequenos “problemas”, Remothered: Tormented Fathers se mostra um excelente jogo do gênero survival horror. Ele pega emprestado muito de grandes clássicos como Hunting Grounds, Clock Tower e do filme The Last, de 2006, principalmente no quesito visual da Freira Vermelha.

Com uma excelente sonoplastia, Remothered: Tormented Fathers irá fazer com que os jogadores apurem os ouvidos e pensem bem antes de abrir a próxima porta.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • Ambientação excelente
  • Sonoplastia de ponta
  • Gráficos muito bonitos
  • História profunda e envolvente
  • Trama sem clichês e inovadora

Contras

  • Inimigos com visão inconsistente
  • Colisão um pouco atrapalhada
  • Curto
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x