Conecte-se conosco

Reviews

Review – Sniper Elite 5

Publicado

em

Sniper Elite 5

1944, o ano em que a segunda guerra mundial iria presenciar um de seus eventos mais marcantes, a invasão das praias da Normandia durante o Dia D. Sniper Elite 5 se passa durante os dias que precedem esta audaciosa operação dos Aliados, contra a força fascista do Eixo Europeu.

Trazendo mais uma vez o herói Karl Fairburne, o atirador de elite da O.S.S chega a França com a missão de impedir que o eixo coloque em ação um plano que pretende colocar um fim no conflito, antes que os Aliados sequer pensem em chegar as praias.

Despertar do Kraken

Como dito acima, o Dia D, foi um elemento chave para a vitória dos Aliados. Permitindo que tropas americanas, canadenses, francesas e do reino unido invadissem de maneira efetiva as praias da Normandia via mar e ar. Porém, Sniper Elite 5 trás uma ameaça que tornaria esse dia histórico apenas um sonho.

Imagem de Sniper Elite 5
Nada pessoal chucrute.

Conhecida como Operação Kraken, o projeto liderado pelo Obergruppenfuhrer chamado Abelard. Uma arma praticamente invisível que poderia tornar qualquer investida marítima inútil contra as forças do Eixo. Controlando Karl Fairburne enquanto ele se move feito uma sombra, o objetivo é impedir que este Kraken seja libertado de suas correntes.

Atravessando os nove níveis pelo qual Sniper Elite 5 se estende, os jogadores terão inúmeros desafios e inimigos os esperando. Trazendo grandes mapas com muito a se explorar e colecionáveis a se coletar, Sniper Elite 5 apenas parece curto, mas é uma experiência completa e longa caso o jogador se empenhe ao máximo.

Com certos colecionáveis abrindo missões secundárias extras, pontos de início de missão diferentes a serem descobertos, além de bancadas de personalização de arma espalhadas que garantem novas modificações. Desafios de assassinatos de altos membros da SS também farão o jogador quebrar a cabeça as vezes, a lá Hitman!

Imagem de Sniper Elite 5
Acho que sei o que acabou de passar pela sua mente, hein?

Monkey see, monkey shoot

Sniper Elite 5 traz uma excelente experiência stealth, algo que eu andava sentindo falta a tempos. Para conseguir se esgueirar da melhor maneira possível, seja no single-player ou multiplayer, o jogador deve estar sempre focado no “jogo da espera”. Um termo usado ao se referir a longa espera pelo movimento do oponente.

No modo singleplayer é razoavelmente mais fácil, até mesmo no mais alto nível de dificuldade. Isolar inimigos, dispor de seus corpos e eliminar a ameaça nazista silenciosamente acaba sendo uma tarefa simples. Mas no multiplayer é onde o verdadeiro desafio está!

Além do modo singleplayer há outros três modos principais de jogo. Invasão do eixo, Sobrevivência e multijogador. O modo de sobrevivência é bem simples e faz o jogador enfrentar ondas de inimigos em troca de prêmios, o que pode acabar maçante em longo tempo. O jogo realmente começa nos outros dois modos além do singleplayer.

Imagem de Sniper Elite 5
É assim mesmo que se usa uma dessas

Sabe quando você está avançando em Elden Ring, ou outro souls like e entra alguém na sua sessão e limpa o chão com você? Bom invasão do eixo é quase isso, só que com atiradores de elite, um modo de jogo onde entramos na missão de outro jogador como um contra sniper da SS e devemos caça-lo antes que ele conclua sua missão.

O silêncio se torna ensurdecedor

Esse novo modo de Sniper Elite 5 é bem controverso, consegui liberar todas as skins nele, mas o fato de usar um soldado da SS enquanto triunfava deixava um gosto amargo na boca. O que acredito ser a ideia dos desenvolvedores, uma vez que matar aqueles que invadiam meu jogo era trezentas vezes mais satisfatório!

Porém no modo multiplayer, seja combate de esquadrões, mata mata, ou, o aclamado lados opostos o maior inimigo é o som. Como Sniper Elite 5 tem foco no stealth, som poded alertar NPCs e jogadores, afinal a um medidor no minimapa, além do modo foco que permite ver uma aura de quem faz barulho demais.

Imagem de Sniper Elite 5
Pega papel e lápis, que o tio urso vai dar aula

Os mapas multiplayer parecem desolados, minutos de silêncio muitas vezes aspiram em longas partidas. Rompido apenas pela violenta quebra da barreira do som de um projetil endereçado a nossa cabeça! Som e luz são seus maiores aliados, sempre ouvindo de onde veio o disparo anterior e a luz do reflexo do sol na luneta do rifle são a chave.

Porém admito que a mecânica geral do jogo acaba deixando a desejar, com sua movimentação um tanto quanto “dura”, alguns segundos de processamento para ações simples e a falta ou gambiarra de certos assets e ações. Como a falta de uma faca nas finalizações corpo a corpo durante a câmera lenta, ou os inimigos segurando “pistolas” sobre as metralhadoras montadas.

Queda da Bastilha 2.0

Sniper Elite 5 é um belo jogo, com visuais belos, sonoplastia de ponta no gameplay e um excelente sistema de stealth. Porém o jogo ainda tem uma mecânica um tanto quanto “enroscada” muitas vezes não agindo como o jogador deseja. Porém é uma grande história de libertação da França da ocupação nazista com um excelente multiplayer!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • Extremamente imersivo
  • Divertido e estratégico na medida certa
  • Excelente sonoplastia
  • Modo multiplayer excelente

Contras

  • Mecânica de movimentação dura demais
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x