Conecte-se conosco

Reviews

Review – Through The Darkest of Times

Publicado

em

screenshots website 0001008

Há 44 anos atrás, no dia 2 de maio de 1945, o exército vermelho marchava triunfante sobre Berlim, decretando o fim da Segunda Guerra Mundial no front europeu. Adolf Hitler, ao reconhecer a derrota iminente, comete suicídio 2 dias antes, deixando o posto mais alto da política alemã para Joseph Goebbels. A ascensão alemã foi construída gradualmente, movida pelo seu ressentimento sobre o Tratado de Versalhes e culminando na eleição de Hitler. Through The Darkest of Times busca retratar a consolidação do nazismo, através da ótica de um grupo de resistência que busca acabar com o regime.

Em uma Alemanha assombrada pelo nazismo, caberá ao jogador decidir as ações de um pequeno time de bravos agentes. Desde atividades pequenas para conseguir apoiadores até invasões de fábricas inimigas, todo movimento deverá ser planejado a fim de conter a onda autoritária crescente. Nesse cenário sinistro, você conseguiria ignorar o que acontece a sua volta e viver sua vida tranquilamente? Ou seu desejo por justiça é maior que o medo da autoridade de Hitler? Seja qual for a sua escolha, a vida na Alemanha da década de 1930 não era fácil, principalmente para os que faziam parte de algum dos grupos escolhidos como culpados da decadência alemã.

Eu sou a mosca que pousou na sua sopa

Through The Darkest of Times começa no ponto chave para toda a trama que levaria até a Segunda Guerra Mundial: a nomeação de Adolf Hitler para o cargo de Chanceler da Alemanha. Através de um discurso sedutor sobre resgatar os tempos áureos do país, suas visões políticas de repreensão à minorias foram aos poucos sendo aceitas pela sociedade. Obviamente que, em um primeiro momento, as práticas perversas não eram vistas com bons olhos por muitos dos cidadãos. É nesse ponto que a sua equipe é criada, juntando pessoas com diferentes visões políticas com um único objetivo: deter o avanço do nazismo.

Imagem do jogo Through The Darkest of Times
Clandestinamente, cidadãos se reúnem para deter os avanços do partido nazista.

Não espere controlar agentes altamente capacitados e equipados com armas de fogo. Seu grupo será composto de civis descontentes com os rumos da Alemanha que, mesmo sem treinamento militar, farão o que for possível para sabotar o regime vigente. Por conta disso, as missões disponíveis não exigirão complexidade de combate. Conversar com um grupo de pessoas a fim de arrumar apoiadores, coletar doações de pessoas descontentes com o NSDAP e comprar objetos para denunciar o regime são algumas das missões disponíveis.

Seus agentes terão habilidades e características diferentes, cada um com a sua própria motivação para estar ali. Comunistas, cristãos, sociais democratas, liberais e até mesmo nacionais conservadores, todos eles possuem suas ressalvas ao partido nazista. Obviamente que essa mistura de ideologias gerará conflitos, então espere por eventos relativos ao choque de ideias completamente diferentes.

Imagem do jogo Through The Darkest of Times
As missões garantirão diversos bônus ao movimento, caso sejam bem sucedidas.

Todas as missões terão seu grau de preparação e risco, representados por barras dentro das mesmas. Uma missão muito arriscada poderá desencadear consequências ruins para os agentes designados, como atrair a atenção da Gestapo, se machucar e até mesmo ser preso. Para cada missão, habilidades e traços específicos poderão facilitar ou dificultar a sua vida, sendo necessário escolher bem qual é o melhor membro para realizar uma tarefa. Um comunista é muito bom para conversar com os trabalhadores, mas não terá o mesmo impacto quando falar com empresários.

O reino do terror e outras histórias

Through The Darkest of Times tenta retratar todo o drama alemão durante os anos em que o partido nazista esteve no poder. No decorrer do jogo, é possível acompanhar toda a ascensão de Hitler ao poder, bem como as suas medidas de governo e o impacto delas no cotidiano da Alemanha. A cada turno, três jornais aparecerão na sua tela, onde as manchetes mostrarão notícias relevantes aos rumos que o seu país está tomando.

Imagem do jogo Through The Darkest of Times
O risco de represálias forçava muitos intelectuais e artistas a fugirem da Alemanha.

Além dos jornais, eventos aparecerão ocasionalmente ao final de alguns turnos. É nessa hora que o jogo deixa o gênero de gerenciamento e se torna uma visual novel. As decisões tomadas aqui terão impacto direto na moral e no estado dos membros do seu grupo, além de desbloquear missões especiais.

Os eventos colocam o seu personagem em situações tensas, muitas delas proporcionadas pela intolerância dos nazistas. As opções de ação não serão fáceis, pois o limite entre fazer a diferença e não chamar a atenção das autoridades é muito tênue. É muito difícil não se envolver emocionalmente com as tramas apresentadas, já que muitas vezes não há muito o que se fazer, mesmo com o seu personagem intervindo.

Imagem do jogo Through The Darkest of Times
Eventos históricos, como o incêndio do Reichstag, são retratados dentro do jogo.

Conforme as políticas promovidas pelo partido nazista avançam, é possível acompanhar os efeitos das mesmas através dos comentários dos agentes. Cada personagem terá uma visão diferente dos acontecimentos do cenário político alemão, comentando sobre as mesmas de acordo com a sua ideologia.

Um jogo com uma boa história, tire isso e o que você é?

Não demora muito para os principais problemas de Through The Darkest of Times aparecerem. As missões, por mais que seja justificável a falta de variedade, se tornam repetitivas e com poucas recompensas. Até mesmo as missões mais arriscadas não lhe oferecerão uma recompensa satisfatória, além de uma cutscene com algumas decisões baseadas em probabilidade.

O sistema de falha do jogo é extremamente básico, você precisará ganhar apoiadores e aumentar a sua moral para prosseguir. A cada turno, esses números irão abaixar, simulando o sentimento de derrota dos seus apoiadores conforme as ideias nazistas avançam. Não há nenhuma dificuldade em deixar esses números relativamente altos. O fator dificuldade, apesar da existência de duas barras indicando o planejamento e a periculosidade de uma missão, depende muito da sorte, onde algumas ameaças podem ocorrer no meio deles, restando ao jogador escolher entre fugir, se esconder ou enfrentar o problema.

Imagem do jogo Through The Darkest of Times
O jogo tenta criar uma conexão entre a ascensão do nazismo e algumas políticas atuais, mesmo que sutilmente.

Mesmo se tratando de um jogo histórico, o jogo tenta traçar paralelos com a vida real conforme a história se desenrola. A comparação das políticas da Alemanha nazista com algumas políticas atuais pode desanimar àqueles que buscam uma fidelidade histórica, mas também poderá agradar pessoas que acham válido os pontos apresentados por aqui.

Por fim, Through The Darkest of Times é um jogo com uma ambientação muito bem feita da Alemanha nazista. O estilo de arte e a atmosfera geral fazem um bom trabalho em inserir o jogador em, como diz o título do jogo, o que pode ser considerado o período mais sombrio da história. Apesar de algumas inconsistências históricas apresentadas a fim de fortalecer visões políticas atuais, a progressão do jogo dá uma boa noção do que foi viver na Alemanha a ascensão de Hitler. Infelizmente, apesar do potencial enorme, o gameplay é repetitivo e deixa bastante a desejar. Esse é um jogo recomendado para pessoas que não se importam em passar mais tempo lendo e assistindo cutscenes do que jogando, além dos fãs de história, principalmente os que desejam ter um panorama melhor sobre os eventos que antecederam a Segunda Guerra Mundial.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • Ambientação
  • Progressão da história
  • Estilo de arte
  • Interações dos personagens

Contras

  • Gameplay repetitivo
  • Fator estratégia muito básico
  • Recompensas frustrantes para missões complexas
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x