Conecte-se conosco

Reviews

Review – Two Point Hospital: Culture Shock

Publicado

em

Imagem de Two Point Culture Shock bg

Atenção todos os médicos, enfermeiros, especialistas em Grey’s Anatomy e House, aposentados espectadores de Plantão Médico e até doutores de Google, temos uma emergência na sala de cirurgia! Precisamos de todas as mãos existentes para cuidar das estrelas de Two Point Hospital: Culture Shock.

A mais nova adição do sucesso da Two Point Studios, publicado pela SEGA, trata da saúde e bem-estar das celebridades no DLC Two Point Hospital: Culture Shock. Trazendo novos cenários, doenças, máquinas e – o mais importante – musiquinhas, vamos ver se Two Point Hospital vai para a UTI?

Tá começando mais um Choque de Cultura!

Seguindo no belo caminho que vem sendo trilhado por Two Point Hospital, o DLC Culture Shock traz à tona todo o drama envolvido na vida das estrelas e no show biz, desde os massageamento de egos que precisam, até espantar paparazzis dos hospitais para garantir a privacidade dos enfermos.

O desespero vem de o Condado de Two Point está passando por uma crise artística, o mundo criativo ficou sem ideias e agora cai no nosso colo resolver esse problema. Maldita mania de atender quando Zara Fitzpocket – maior estrela de Two Point – chama no zap e nos tornamos responsáveis pela coisa toda.

Imagem de Two Point Hospital: Culture Shock
Ainda bem que não tem aglomeração!

O primeiro dos cenários de Two Point Hospital: Culture Shock gira em torno de reviver a carreira decadente de Roderick Cushion – astro do cinema – em um drama médico promissor. O problema é que estão chegando pacientes de verdade para este ator tratar e tudo continua numa boa… Ah é, e os produtores do seriado, que também direcionam as ideias por trás do hospital, acreditam piamente que ter trotes e pegadinhas serão ótimos para a audiência.

A festa nunca acaba e vamos para Lamastock para viver em primeira mão toda a experiência que grandes festivais de música trazem aos seus frequentadores: aglomerações, alimentos e bebidas com o preço de carros, problemas com segurança, doenças sendo transmitidas a cada toque e, acima de tudo, a falta de banheiros. Aí sim é um bom lugar para montar um hospital. Com certeza.

Imagem de Two Point Hospital: Culture Shock
O nível de deboche impressiona.

O terceiro degrau desta escada ao sucesso é a Academis Fitzpocket, administrada pela própria Zara. Aqui é onde se encontra o 1% do 1%, só o topo do topo é permitido sequer adentrar as portas de mármore desde digníssimo hospital e cabe a nós fazer com que estas engrenagens douradas estejam rodando como nunca.

Claro que além de manter a Academia Fitzpocket funcionando perfeitamente, ainda precisamos nos preocupar com outras coisas ainda mais relevantes como expulsar paparazzos buscando revelar os segredos da alta-sociedade e garantir o luxo do local, agradando estrelas para que o dinheiro continue entrando e o hospital possa se manter.

Imagem de Two Point Hospital: Culture Shock
Tá discreta sim, confia…

Two Point Hospital: Culture Shock continua muito bem o que o jogo base vem fazendo, trazendo um revival do que foi o sucesso dos jogos tycoon dos anos 1990. Traz também novos e divertidos cenários, com piadas engraçadíssimas e alguns trocadilhos infames, além de um considerável salto de dificuldade do que vinha sendo experienciado. Portanto, é mais do que recomendado ao menos uma dosagem de Two Point Hospital: Culture Shock para você!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Prós

  • Cenários divertidos
  • Textos engraçados
  • Adaptação incrível
  • Ótima ambientação

Contras

  • Salto de dificuldade grande
  • Poderia ter mais conteúdo
Clique para comentar
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Publicidade
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x